Economia, Lamego

Zona Industrial de Lamego capta cinco novos investimentos

Zona_Industrial_LAMEGO2014infraestruturas e dos acessos rodoviários de qualidade que este parque industrial de referência na região do Douro disponibiliza. A concretização destes novos investimentos vai dinamizar o tecido económico local e alargar a oferta de trabalho disponível.

Desde 2007 diversas empresas já materializaram o seu interesse em criar ou expandir o seu negócio, adquirindo à Câmara Municipal de Lamego 16 lotes de terreno com o objetivo de fixarem naquele local as suas indústrias. A escassos cinco quilómetros da A24, esta área de acolhimento tem recebido sobretudo empresas dos setores oficinal e logístico, mas também estão ali a laborar pequenas e médias empresas nas áreas da indústria de granitos, comércio de combustíveis e armazenamento de frutas. Em breve, vão-se juntar a estas as firmas “Grani Tsaj”, “Tecdoor”, “cryseia”, “P. Pinto – Importação e Exportação de Frutas ” e “Gilberto Rua Unipessoal” que já começaram ou vão começar os trabalhos de construção das novas instalações.

O Presidente da Câmara Municipal de Lamego, Francisco Lopes, explica que este local garante às empresas uma localização privilegiada indispensável ao desenvolvimento da sua atividade, pois no futuro está previsto que passe a norte o troço do IC 26 que ligará Lamego a Trancoso. Acrescenta ainda que as empresas a instalar não podem ser poluentes e que, para evitar a especulação imobiliária abusiva, o licenciamento das unidades tem que ocorrer no prazo de um ano. Caso contrário, a autarquia retoma o lote.

Recorde-se que a ZIL foi construída junto de um loteamento privado onde estavam a funcionar algumas empresas. A Câmara Municipal avançou primeiro com a aquisição, a particulares, dos terrenos envolventes, procedendo depois à instalação de todas as infraestruturas necessárias para a venda dos terrenos, fixando um preço base abaixo do valor de mercado. A autarquia não obteve qualquer lucro, com o objetivo de captar o interesse do maior número de empresários dispostos a investir em Lamego e, consequentemente, garantir a criação de novos postos de trabalho. Existem ainda sete lotes de terreno à venda que serão cedidos por negociação direta.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *