Lousã, Sociedade

Lousã volta a ter transportes públicos para zonas fluviais do concelho

cartaz_praia_14-01Os munícipes da Lousã e os turistas que visitem o Concelho voltarão a ter transportes especiais para as zonas fluviais de lazer do concelho, no verão de 2014, durante o período de férias letivas.

A Câmara Municipal da Lousã pretende assim promover a beleza natural e potenciar a utilização das praias fluviais da Lousã, permitindo aos munícipes e visitantes um mais fácil acesso aos referidos locais.

Os circuitos de transportes públicos voltam a abranger as zonas das Praias Fluviais da Bogueira (Casal de Ermio), da Sra. da Graça (Serpins) e a Piscina Fluvial da N. Sra. da Piedade (junto ao Castelo e Ermidas).

 

Os transportes serão realizados até 14 de setembro, diariamente entre as 9h10 e as 19h15 existindo em cada circuito duas partidas e duas chegadas e os preços mantêm-se relativamente ao ano anterior: apenas 1€ por cada viagem e 1,5€ na ida e volta, podendo, também, ser adquirido a modalidade “dia” pelo valor de 2€.

 

Os estudantes do 1.º ao 3.º CEB das escolas do concelho que tenham sido abrangidos por transporte escolar durante o ano letivo, bem como os alunos do ensino secundário que tenham pago o passe escolar durante todo o ano de 2013-14, terão direito a viagens gratuitas para as praias fluviais, mas também poderão circular, gratuitamente, em todo o concelho e para Coimbra em carreiras exclusivas da TRANSDEV (não inclui as viaturas ao serviço da Metro Mondego), durante o mesmo período.

 

A Autarquia promove assim a mobilidade da população e especialmente dos jovens cedendo viagens a custo zero, cabendo aos alunos interessados a responsabilidade de solicitarem uma certidão de transporte na respetiva escola, até ao final de junho de 2014.

 

A Câmara Municipal da Lousã e a TRANSDEV têm vindo a implementar o Plano Municipal de Mobilidade e a otimizar os circuitos de transportes em função das necessidades dos utilizadores. A iniciativa está a ser um sucesso uma vez que, verão após verão, se verifica que a adesão a estes circuitos de transporte tem aumentado significativamente.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *