Economia, Portimão

Visão empreendedora da tradiçãodá mote para a Beta Talk de junho em Portimão

 

Carlos Natal - D.R.Em mês de Santos Populares, o espírito empreendedor inspira um especial olhar sobre a tradição, onde a inovação e a modernidade fazem toda a diferença, dando o mote à próxima Beta Talk, em que a tradicional sardinha dá lugar ao bacalhau e aquilo que é genuíno ganha um lado “trendy”.

 

 

 

Uma vez que no dia 16, data habitual das Beta Talks, a seleção nacional de futebol se estreará no Mundial do Brasil, o encontro deste mês foi agendado para 17 de junho, a partir das 19h00, e terá lugar no Café Concerto do TEMPO – Teatro Municipal de Portimão.

 

 

 

Assim, na próxima terça-feira, estarão à conversa João Apolónia, sócio-gerente da loja “11 Gourmet” (http://www.merceariagourmet.com/) e Carlos Natal, proprietário do restaurante “Bacalhoada” (https://www.facebook.com/RestauranteBacalhoada), que partilharão com os presentes a sua forma inovadora de encarar a tradição.

 

 

 

João Apolónia nasceu há 32 anos em Loulé no seio de uma família ligada à agricultura e à hotelaria. Em Lisboa, tirou a licenciatura em Psicologia Organizacional, mas voltou ao Algarve para encabeçar os negócios da família, acabando o dia 11 do 11º mês de 2011 por ditar o início do seu próprio negócio – a loja “11 Gourmet”.

 

 

 

Neste espaço de mercearia gourmet, um ambiente revivalista e um bom produto português fazem a diferença e, com o verão à porta, este ano prepara-se para levar a “11 Gourmet” até à praia, para os lados do Ancão.

 

 

 

Tem na música o seu hobbie, mas como empreendedor acabou por lançar também nesta área um projeto de covers e entretenimento – os Zurrapa Yê e cofundar o Labirinto Contemporary, dedicando-se à promoção e divulgação da arte contemporânea.

 

 

 

Carlos Natal tem Portimão como sua cidade natal, embora a sua passagem por Valença do Minho, terra onde casou e viveu durante 16 anos, tenha inspirado o seu trajeto profissional, desde sempre ligado à restauração. Aí, onde o bacalhau é rei graças à influência espanhola, foi proprietário de um restaurante, mas só em Portimão é que veio a concretizar o seu sonho e trocar as voltas aos sabores desta cidade.

 

 

 

Há quase um ano, abre na capital da sardinha o “Bacalhoada”, um restaurante onde o bacalhau tem exclusividade à mesa e é servido de forma inovadora, despertando novos paladares e novas oportunidades de negócio e inspirando cada vez mais novas ementas.

 

 

 

Inscrição prévia e gratuita

 

 

 

Como é habitual, a participação é totalmente grátis, embora seja necessária inscrição em http://tinyurl.com/beta-talk-portimao-junho, ficando o wine-break por conta de quem vem, pelo que os participantes são convidados a trazer vinho (ou sumo) e snacks para partilhar.

 

 

 

Uma vez que as boas ideias merecem um brinde, o mesmo está desde já assegurado pelo apoio dos vitivinicultores locais Quinta do Morgado da Torre, Herdade dos Pimentéis e Quinta da Penina.

 

 

 

Na sequência da Beta Talk realizada em maio passado na Escola Secundária Poeta António Aleixo e do entusiasmo que o evento recolheu junto da comunidade escolar, foi estabelecida uma parceria ao nível do Curso de Multimédia daquele estabelecimento de ensino para a cobertura em fotografia e vídeo dos futuros encontros, que será assegurada pela turma 11º O, já a partir deste mês.

 

 

 

De referir que a Beta Talk é promovida pela Beta-i – Associação para a Promoção do Empreendedorismo e da Inovação e tem organização local a cargo da Câmara Municipal de Portimão, contando com a parceria media do “Sul Informação” e a colaboração da Universidade do Algarve através do CRIA – Centro Regional de Inovação do Algarve/Divisão de Empreendedorismo e Transferência de Tecnologia, ANJE – Associação Nacional de Jovens Empresários, NERA – Associação Empresarial da Região do Algarve, rádio universitária RUA FM, APGICO – Associação Portuguesa de Criatividade e Inovação GAIM – Gabinete Académico de Investigação e Marketing e da Inesting, além da página Algarve Emprego ao nível da divulgação.

 

 

 

 

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *