Póvoa de Lanhoso, Sociedade

Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso sensibiliz​a para prevenção de incêndios

Prevencao de Incendios 1A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, através do Pelouro da Proteção Civil e do Gabinete Técnico Florestal, vem alertar os munícipes para a fixação, no âmbito do Sistema de Defesa da Floresta Contra Incêndios, do Período Crítico de 1 de julho até 30 de setembro de 2014.

 

No entanto, a população do concelho deve estar consciente de que, antes mesmo do chamado Período Crítico, nos dias de mais calor, mais secos e em que o risco de incêndio também é maior, aplicam-se as mesmas proibições previstas para durante o Período Crítico (de 1 de julho a 30 de setembro).

 

Desta forma, a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso apela a que a população colabore na prevenção de incêndios no nosso concelho e que, antes de efetuar qualquer queima de sobrantes agroflorestais, se informe do risco de incêndio previsto para o dia pretendido, recorrendo às Juntas de Freguesia, GNR, Bombeiros, Proteção Civil (117) e Gabinete Técnico Florestal do Município Povoense (253 632 790).

 

Proteger um bem comum.

 

“A floresta é de todos. Aquilo que, por vezes, é feito com alguma naturalidade, como atirar uma ponta de cigarro para o chão, por exemplo, pode transformar-se num enorme problema. No Período Crítico, o risco aumenta exponencialmente e, por isso, todos os cuidados são poucos”, refere o Vereador para a Proteção Civil da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Armando Fernandes. Considerando ainda que “a melhor forma de combater os incêndios florestais é apostar na prevenção”, este responsável acrescenta: “Infelizmente, o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, neste momento, não disponibiliza os meios que disponibilizou no passado para as ações de fogo controlado. Esta foi uma ação preventiva que, no ano passado, pusemos em prática com resultados assinaláveis”. Ainda no que se refere à prevenção, o Vereador salienta o papel dos clubes da floresta das nossas escolas, considerando que “são parceiros extremamente importantes na divulgação das ações preventivas e na sensibilização da população escolar para a necessidade de uma maior consciencialização para esta problemática ambiental”.

Medidas especiais de prevenção durante o Período Crítico

De 1 de julho a 30 de setembro de 2014, vigoram medidas especiais de prevenção contra incêndios florestais (Portaria n.º 110/2014 de 22 de maio).

Nos espaços rurais e florestais é proibido fumar ou fazer lume de qualquer tipo no interior das áreas florestais ou nas vias que as delimitam ou atravessem; é proibido realizar fogueiras para recreio ou lazer e para confeção de alimentos, exceto quando realizadas em locais expressamente previstos para o efeito e identificados como tal; é proibido lançar foguetes ou balões de mecha acesa (extensível a todo o território nacional), sendo que a utilização de fogo-de-artifício ou de outros artefactos pirotécnicos, que não os indicados anteriormente, está sujeita a autorização prévia da Câmara Municipal; é proibido queimar matos cortados e amontoados e qualquer tipo de sobrantes de exploração agrícola/florestal (queimas); é proibido fazer queimadas para renovação de pastagens e eliminação de restolho e ainda para eliminar sobrantes de exploração cortados, mas não amontoados; e é proibido utilizar máquinas de combustão interna e externa, onde se incluem todo o tipo de tratores, máquinas e veículos de transporte pesados, quando não estejam equipados de dispositivos de retenção de faíscas ou faúlhas e de dispositivos tapa-chamas nos tubos de escape ou chaminés.

Para se protegerem, as pessoas deverão limpar o mato num raio mínimo de 50 metros à volta de habitações, estaleiros, armazéns, oficinas ou outras edificações, de entre outros aspetos.

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso recomenda a todos os munícipes que tenham especial cuidado na utilização do fogo, de forma a diminuir o número de incêndios rurais/florestais e área ardida no concelho da Póvoa de Lanhoso, no próximo Verão. 

Consultar o Risco Diário de Incêndio através de www.mun-planhoso.pt.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *