Cultura, Oliveira de Azeméis

Autarquia de Oliveira de Azeméis premeia seguidores da fotografia de Fernando Paúl

DSC07804A Câmara de Oliveira de Azeméis procedeu à entrega de prémios no âmbito do concurso de fotografia Fernando Paúl destinado a homenagear a memória e o talento artístico do reconhecido fotógrafo oliveirense.
«A criação do prémio Fernando Paúl surgiu da necessidade de estimular e promover a fotografia e fomentar o conhecimento, a divulgação e a memória do património e tradições do concelho», afirmou a vereadora da cultura.
Para Gracinda Leal, «o concurso é uma homenagem merecida e uma forma de descobrir novos talentos», pelo que «a paixão que Fernando Paúl teve pela sua arte merece o nosso reconhecimento».
O concurso “obrigava” os participantes a apresentarem trabalhos fotográficos sobre elementos de interesse histórico e do património do município.
Realizado no âmbito das comemorações do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, este ano subordinado ao tema “Lugares de Memória”,  do concurso fotográfico, aberto à participação de toda a comunidade, saíram dois vencedores: Vítor Manuel Marques Bastos, com o primeiro prémio «Pelourinho», e António Alves Tedim, com o segundo prémio «Descanso na natureza».
Na cerimónia de entrega de prémios esteve presente Branca Paúl, filha de Fernando Paúl, que aproveitou o momento para informar a autarquia de que «todo o espólio deixado» pelo pai será cedido ao município.
Recorde-se que o antigo fotógrafo nasceu em Oliveira de Azeméis a 10 de Fevereiro de 1922. Filho de Eduardo Paúl, reconhecido fotógrafo na cidade do Porto, viria a dar continuidade à atividade profissional do pai na conhecida casa Foto Paúl.
O seu gosto e empenho pela arte fotográfica levou-o a ficar da posse de um importante acervo documental que permite hoje acompanhar as mudanças que o concelho sofreu ao longo do século XX.
Segundo a autarca, «o seu espólio é duplamente importante não só pela sua qualidade técnica e artística, mas por ser uma fonte imprescindível no registo gráfico do património cultural oliveirense».
A exposição dos trabalhos estará patente até ao dia 09 de maio no arquivo municipal no horário de funcionamento.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *