Cultura, Oliveira de Azeméis, Sociedade

Mercado à Moda Antiga leva Oliveira de Azeméis de volta ao passado

429916_524490150941177_469486567_nOliveira de Azeméis vai voltar ao final do século XIX e início do século XX. No fim-de-semana dos dias 17 e 18 de Maio cerca de 1750 figurantes de 70 associações vestidos a rigor vão recriar no Centro Histórico da cidade o mercado que se realizava há mais de 100 anos na então chamada “Praça dos Vales”. Esta é a 18ª edição do Mercado à Moda Antiga, já considerado um dos principais eventos da Área Metropolitana do Porto. Promove a partilha de saberes entre os mais novos e os mais velhos e mostra ao país as tradições e a história oliveirense. Este ano com animação itinerante, em todas as ruas e locais, e com uma homenagem ao “Mercado Quinhentista”, para assinalar os 500 anos do “Foral de Figueiredo e Bemposta”, entre outras iniciativas.

 

“O Mercado à Moda Antiga de Oliveira de Azeméis é uma demonstração da identidade e da história do nosso concelho. Durante os dois dias de celebração partilhamos orgulhosamente as tradições e os costumes de outrora, numa representação fiel da vida que os nossos antepassados levavam. São dois dias de festa e animação, num ambiente diferente de tudo aquilo que vivemos no nosso dia-a-dia. Uma iniciativa que envolve todos os oliveirenses, de uma terra que sabe e gosta de receber, e tem muito para oferecer”, assinala Hermínio Loureiro, Presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis.

 

Trata-se de um regresso ao passado, decorado com rigor e minúcia, nas vestes e trajes, nos gestos, nos utensílios e nas práticas e rotinas de outros tempos. São cerca de 15 ofícios aqueles que estarão representados, entre os quais o tamanqueiro, o barbeiro, o oleiro, a leiteira, a galinheira, o chapeleiro, a ‘fritadeira’ de peixe, o tecelão e a padeira do famoso Pão de Ul, entre outros.

 

Envolve a população oliveirense, 1750 figurantes e 70 associações locais. Tem como objetivos partilhar experiências, dançar, cantar e conviver com todos os visitantes. O programa inclui artesãos e arruadas, jogos tradicionais, cantigas populares, comes e bebes tradicionais e um espaço para as crianças.

 

Este ano a animação de rua, a cargo de ranchos, bandas de música, bombos, etc, vai ser itinerante, sem palco fixo, e percorrer todos os espaços do evento.

Destaque ainda para um novo espaço com uma versão de um “Mercado Quinhentista” para assinalar os 500 anos do “Foral de Figueiredo e Bemposta”, que se comemora este ano. Lugar ainda para o “Mercado das regiões”, uma homenagem aos produtos da região envolvente, e para a participação do projeto “Há Festa na Aldeia”, dedicado ao desenvolvimento do território de diversas aldeias, entre as quais Ul, do Concelho de Oliveira de Azeméis. Uma iniciativa promovida pela Associação de Desenvolvimento Rural Integrado das Terras de Santa Maria (ADRITEM).

 

Ao longo dos dias vão ainda ter lugar jogos tradicionais, nos que pais, avós e netos vão poder jogar ao pião, lencinho, vara ou fito. Ainda danças e cantares tradicionais de Oliveira de Azeméis, de que são exemplos as modas, os viras, as rusgas ou as cantigas de amigo. Entre muitas outras atrações, como a Feira do Pão e a atuação de grupos de danças e cantares tradicionais.

 

Criado em 1997, o Mercado à Moda Antiga é organizado pela Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis, e tem como parceiro a FAMOA – Federação das Associações do Município de Oliveira de Azeméis.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *