Ansião, Sociedade

Iniciativas distintas honraram o Dia da Liberdade em Ansião

 

DSC_0190A passagem de quatro décadas sobre o 25 de Abril de 1974 foi assinalada, em Ansião, com uma série de iniciativas em torno da chamada Revolução dos Cravos. A primeira dessas iniciativas aconteceu na véspera, 24 de Abril, com a exibição do filme Capitães de Abril, no centro cultural de Ansião.

 

No dia 25 de abril o programa iniciou-se pelas 10h00, quando a banda filarmónica da Sociedade Filarmónica Ansianense de Santa Cecília concluiu na praça do município uma arruada pela vila, com a interpretação do Hino Nacional, acompanhada pelo hastear da bandeira. Depois, com início já perto das 11h00, aconteceu uma sessão ordinária da Assembleia Municipal de Ansião que se prolongaria até perto das 14h00 e da qual se destaca a aprovação dos documentos de prestação de contas referentes a 2013.

 

Já durante a tarde, a partir das 15h30, decorreu no auditório municipal uma sessão dedicada ao Orçamento Participativo, com as intervenções do Dr. Nelson Dias, presidente da Associação In Loco e autor do Livro Esperança Democrática – 25 Anos de Orçamentos Participativos no Mundo e do Dr. Paulo Batista dos Santos, presidente da Câmara Municipal da Batalha, apresentando precisamente a experiência do Município da Batalha nesta área. Após o período de debate destas comunicações, o Dr. Rui Rocha apresentou o grupo de trabalho responsável pela definição da Agenda Ansião 2020. Após uma pausa para café, deu-se a comunicação O Futuro da Democracia em Portugal, pelo Dr. Luís Marques Mendes que, pela sua riqueza e debate participado, terminou já perto das 20h00, perante um auditório municipal muito bem composto por uma plateia que não arredou pé. Numa análise conhecedora a alguns pilares fundamentais da democracia Portuguesa, Marques Mendes cativou pelo discurso claro, feito de experiência mas também de proximidade a todos os aspetos da vida nacional, ao nível político mas não só.

 

A terminar esta jornada, aconteceu pelas 22h00 no centro cultural de Ansião, um concerto pela Orquestra Ligeira da Sociedade Filarmónica Ansianense, intitulado Tributo à Canção Portuguesa, num momento que constituiu também a apresentação, em Ansião, do seu novo maestro André Lopes.

 

 

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *