Cultura, Matosinhos

“A Censura até ao 25 de Abril” em Matosinhos​

O átrio dos Paços do Concelho de Matosinhos foi o  local escolhido para apresentar ao público a exposição “Estado Novo: A Censura  até ao 25 de Abril”, numa colaboração entre o Museu Nacional da Imprensa e a  Câmara Municipal de Matosinhos. A exposição inaugura-se no dia 24 de  abril.

A mostra é constituída por reproduções de diversos  documentos ilustrativos do largo espectro da actuação censória que vigorou  durante 48 anos, desde o regime militar ao regime de Oliveira Salazar e Marcelo  Caetano. O lápis azul e um carimbo originais usados pelos respectivos serviços  fazem também parte desta exposição.

Esta  iniciativa insere-se na política de descentralização cultural praticada pelo  Museu Nacional da Imprensa, desde 1997, que tem permitido a apresentação de  trabalhos em diversos locais do país.

O  Museu Nacional da Imprensa apresenta o ‘25 de Abril’ noutros onze municípios de  norte a sul do país, em diferentes espaços culturais. O painel ‘abrilista’  começa em Arcos de Valdevez (Casa das Artes), passando por Caminha (Museu  Municipal), Gondomar  (Casa de Gramido), Anadia  (Museu do Vinho da Bairrada), Coruche (Mercado Municipal), Torres Vedras  (Galeria Municipal),  Ferreira do Alentejo (Museu Municipal), Pedrógão  Grande (Casa Municipal da Cultura), Castro Verde (Fórum Municipal) e termina em  Arraiolos (Centro Interpretativo do Mundo Rural).

 

Entretanto, no Porto, na sede do Museu da imprensa,  mantém-se até final de maio a exposição 25 de Abril/40 anos, aberta em 2013, com  Vasco Lourenço, e que terá um novo núcleo a inaugurar no dia 25 de abril,  6ª feira, com fotos inéditas e jornais evocativos da data da  revolução.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *