Economia

Cortiça acompanha navegador solitário Ricardo Diniz em viagem marítima, de Portugal ao Brasil

_PC_4742A Corticeira Amorim é parceira do projeto de Ricardo Diniz, que embarcará de Lisboa para uma nova viagem com destino a São Salvador da Bahia, no Brasil, numa analogia à descoberta feita há 514 anos, também à vela, por Terras de Vera Cruz.

Esta iniciativa visa homenagear a seleção nacional e elevar o nome de Portugal naquele que será o maior evento do mundo em 2014 – o Mundial de Futebol – e que será falado em português e, em simultâneo, estreitar laços (culturais e económicos) entre os dois países, evidenciando aquilo que Portugal faz de melhor, nomeadamente no que respeita à atuação das grandes empresas nacionais.

O contacto à Corticeira Amorim surge enquadrado nesta motivação e de um conhecimento bastante sólido do navegador Ricardo Diniz do potencial técnico da cortiça, acompanhado de uma paixão pelo material.

Como destaca Ricardo Diniz: “A presença da cortiça confortar-me-á ao longo desta viagem em que vou estar só. O toque da cortiça e o seu cheiro vão-me ajudar a levar comigo um pouco da nossa casa, do nosso país.”

No veleiro, a cortiça foi aplicada em diferentes áreas e com tipologias distintas, essencialmente com o objectivo de aumentar o conforto deste espaço, onde é expectável que Ricardo Diniz tenha de enfrentar, pelo menos por alguns momentos, o mar conturbado.

No interior da cabine, foi aplicada cortiça de alta densidade para revestir o piso e algumas partes laterais, assegurando o conforto e a segurança necessária para os movimentos num espaço exíguo como este.

O painel de instrumentos foi revestido a Cork-Leather, incutindo um visual natural à bancada de trabalho, onde estão os instrumentos que apoiam o trabalho de Ricardo Diniz.

Desta forma, toda a envolvência de cortiça na cabine transmite uma noção de espaço acolhedor e confortável, fazendo também a ligação a Portugal, fundamental – na ótica do navegador – para ajudar a suportar a solidão dos 45 dias de viagem.

No exterior, foi aplicado um tapete de cortiça aglomerada com uma base de borracha reciclada, especialmente concebido para esta finalidade e com impactos ao nível da segurança e do conforto. O fato de a cortiça manter a sua temperatura inalterada – mesmo quando exposta diretamente ao sol – terá um papel determinante no bem-estar de Ricardo Diniz, evitando que este seja sujeito a elevadas temperaturas. Este aspeto é ainda mais importante se se tiver em conta que é neste espaço que o navegador irá passar a maior parte do tempo. Em simultâneo, este tapete de cortiça possui características de grande aderência ao chão possibilitando uma posição mais firme e maior segurança.

Carlos Jesus, director de comunicação e marketing da Corticeira Amorim salienta que “É com muito orgulho que a Corticeira Amorim se associa a esta iniciativa de Ricardo Diniz, que tem como principal mote levar ao mundo aquilo que de melhor se faz em Portugal”, acrescentado que “A associação da cortiça a diversos desportos náuticos é cada vez mais relevante para o negócio e esta é também uma forma de darmos a conhecer uma nova gama de produtos, que combina leveza, durabilidade e resiliência e de elevada performance.”

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *