Castro Marim, Cultura

«Marés Travessas» de José Cruz na Biblioteca Municipal de Castro Marim

capaNo desenvolvimento de uma política de apoio à criação cultural, às letras e aos nossos escritores, a Biblioteca Municipal de Castro Marim promove, no dia 7 de março, pelas 18.00 horas, o livro «Marés Travessas», da autoria de José Cruz.

Numa escrita livre, mas simultaneamente apaixonante, o autor desfia onze belos contos, com um traço da escrita neo-realista de Soeiro Gomes e da obra “Os Esteiros”, que narram: “As angústias do homem que ganhou a primitiva em Espanha”; “O diretor de Hotel que cortou o lanche da tarde aos trabalhadores”; “Uma oportunidade perdida por desleixo”; “O menino que atravessou o Bojador do medo”; “A menina que quis bater no pai, porque ele batia na mãe” ou “A ingratidão da gente simples”.

A apresentação do livro «Marés Travessas», no auditório da Biblioteca Municipal, estará a cargo dos professores Pedro Tavares e Helena Araújo.

José Estevão Cruz nasceu em Vila Real de Santo António, em 20 de julho de 1947. Exerceu a profissão de bancário. Conta com uma vasta experiência no jornalismo. Foi diretor, e integra atualmente a redação, do Jornal do Algarve e do Jornal do Baixo Guadiana. Foi correspondente da Agência ANOP (Lusa),  do Semanário o Jornal, do Diário e do Público. Nas rádios colaborou com a RDP/Rádio Algarve, Antena 5, Antena 3, em Espanha, e Rádio Guadiana.

Atualmente, é vereador na Câmara Municipal de Vila Real de Santo António.

No campo literário, em 1996, publicou o seu primeiro romance, «Sol e Sal», em 1999 o livro de poemas «Neurónios Flutuantes», em 2013 novo livro de poemas «Brumas de Barra». Igualmente, escreveu uma alegoria ao 25 de Abril, para teatro infantil, «A Flor e a Arma Flor» representada em 1 de junho de 1975, com encenação de Aurélio Madeira, e publicada no Jornal do Baixo Guadiana.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *