Óbidos, Turismo

Óbidos no Top de destinos

Óbidos foi considerado o segundo melhor “pequeno destino” europeu. Numa votação lado a lado com a cidade de Ribe, na Dinamarca, Óbidos conseguiu 3784 votos, contra 3965 da cidade “adversária”. Tratou-se de uma votação online, dinamizada pelo Globalgrasshopper, portal internacional para “viajantes independentes”, que promoveu a votação de “Best Big-Time Small Destinations”, com aldeias, vilas e pequenas cidades em competição.

Segundo o portal, houve “mais de 22.000 votos” entre todas as cidades em votação, tendo havido “uma batalha muito próxima entre Óbidos, Portugal, e Ribe, Dinamarca, com os resultados a favor da cidade dinamarquesa”. Ainda de acordo com o portal, que selecionou 52 destinos para este ano, “cada cidade foi escolhida pelas suas qualidades pitorescas (…), sinais sociais e muito mais”.

Humberto Marques, presidente da Câmara Municipal de Óbidos, afirma que “estar entre os melhores pequenos destinos europeus é, por si só, uma grande vitória”. “Esta votação, muito renhida, prova que Óbidos é, sem dúvida, um grande destino não só nacional, mas internacional”, sublinha, concluindo que “as apostas que têm sido feitas em diversas áreas, nomeadamente na Cultura, Turismo e estratégia de Criatividade, mostram que estamos no bom caminho”.

Recorde-se que o portal internacional aliou-se à Hotel.info, um dos maiores sites de reservas hoteleiras do Mundo, e juntos lançaram uma votação online onde só entram terras com menos de 100 mil habitantes e que não fazem parte dos destinos mais massificados da Europa. Por Portugal, foram selecionadas as vilas de Óbidos e Ericeira como candidatas oficiais ao galardão. Na Europa constavam cidades como Dubrovnic (Croácia), Luxemburgo ou Hallstatt (Áustria), entre muitos outros destinos turísticos de excelência.

O portal descrevia Óbidos como uma “pequena vila fortificada”, com “casas brancas”, “um castelo medieval e belas vistas”. Óbidos “é também conhecida como sendo um «presente de casamento», porque no século XIII, a rainha [Santa] Isabel gostou tanto da vila que o seu marido (D. Dinis I) a deu de presente”. “Com isto, iniciou-se uma tradição de reis portugueses da oferta desta bonita vila para as suas rainhas, que durou muitos séculos”.

Este reconhecimento dos internautas é mais um importante passo na afirmação da Marca Óbidos enquanto destino de baixa densidade que procura afirmar-se enquanto território de excelência, seja na atração de visitantes, seja de talentos, nomeadamente para fomentar o empreendedorismo.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *