Cultura, Póvoa de Varzim

Arte, Cinema, Teatro e Fotografia de mãos dadas no Correntes na Póvoa de Varzim

image005Embora, como disse Luís Diamantino, Vereador do Pelouro da Cultura, o livro seja “a personagem principal do Correntes d’Escritas”, diferentes personagens secundárias interagem neste enredo que se desenrola na Póvoa de Varzim, nos dias 20, 21 e 22 de fevereiro, nomeadamente: arte, cinema, teatro e fotografia.

No Hotel Axis Vermar, local central do evento, haverá um Estúdio de luz natural, onde todos os autores convidados podem ser fotografados por Alfredo Cunha.

Com um curriculum de fazer inveja e com experiência vastíssima em muitas e variadas áreas da fotografia, Alfredo Cunha regressa ao retrato, como se a isso obrigasse a pele: 3ª geração de fotógrafos, filho e neto de retratistas.

Poderá ver fotografias de alguns participantes no 15º Correntes d’Escritas da autoria Alfredo Cunha, no facebook (https://www.facebook.com/correntesdescritas) do evento, ficando desde já a conhecer o seu talentoso trabalho.

A fotografia também dá mote a uma exposição de três fotografias dos sargaceiros de Aver-o-Mar, de Amaral Bernardo, que será um apelo às palavras de quem observa, no Hotel Axis Vermar.

Em colaboração com a Fundação Cupertino de Miranda, estará patente, no Lobby Bar do Axis Vermar, uma Exposição/venda de Obra Gráfica – serigrafias de Cruzeiro Seixas, entre os dias 19 e 23 de fevereiro de 2014, das 9h00 às 23h00. de obras de Cruzeiro Seixas que nos aproximam do universo criativo deste autor.

A poesia visual também ocupa lugar no Correntes d’Escritas com a exposição “As palavras em liberdade na coleção de E. M. de Melo e Castro”, em colaboração com a Fundação de Serralves. A exposição estará patente no Museu Municipal de Etnografia e História da Póvoa de Varzim até maio, sendo que a abertura será no dia 20 de fevereiro, às 12h30.

A 15ª edição do Correntes d’Escritas promove, uma vez mais, o encontro entre escritores e alunos. Ora com a ida dos autores às escolas do concelho (EB 2/3 Dr. Flávio Gonçalves; EB 2/3 Campo Aberto Beiriz; EB 2/3 de Rates; EB 2/3 de Aver-o-Mar; EB 2/3 Cego do Maio; Escola Secundária Rocha Peixoto; Escola Secundária Eça de Queirós e Grande Colégio) ora através de sessões no Diana Bar e Biblioteca Municipal para escolas de outros concelhos (Escola Secundária José Régio e Escola Secundária D. Afonso Sanches, Vila do Conde; Escola Básica Integrada, Apúlia; Colégio das Terras de Santa Maria e Externato Paraíso dos Pequeninos, Santa Maria da Feira), o Correntes d’Escritas proporciona a vivência de experiências únicas aos intervenientes. Os alunos de Mestrado de Ciências da Comunicação da Universidade do Porto também têm encontro marcado com Miguel Sousa Tavares e Sara Figueiredo Costa, na Biblioteca Municipal Rocha Peixoto, na Póvoa de Varzim.

Serão ainda organizadas pelo Varazim Teatro várias sessões de leituras para crianças e adultos, nomeadamente, alunos do 1º Ciclo e utentes dos Centros de Dia do concelho.

O Cineclube Octopus dá continuidade à sua participação no Correntes d’Escritas e, no dia 20 de fevereiro, às 21h45, será exibido, no Axis Vermar, o documentário “Autografia”: um filme sobre Mário Cesariny, de Miguel Gonçalves.

Em colaboração com a Associação de Comércio ao Ar Livre, o Correntes d’Escritas marca presença nas principais artérias comerciais da cidade, com o lema Correntes & Comércio. Há frases de autores sobre o evento nas montras das lojas associadas, não deixando ninguém indiferente ao 15º Encontro de Escritores de Expressão Ibérica.

Estas são apenas algumas iniciativas paralelas que fazem parte do programa do 15º Correntes d’Escritas. Acompanhe todas as atualizações, no portal municipal (www.cm-pvarzim.pt/go/correntesdescritas).

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *