Póvoa de Lanhoso, Sociedade

Póvoa de Lanhoso desafia população a dar contributo​s para Plano Estratégic​o

Sessao apresentacao 1O salão nobre dos Paços do Concelho da Póvoa de Lanhoso recebeu, na noite de 7 de fevereiro, uma sessão de apresentação do processo de auscultação da população no âmbito da preparação do Plano Estratégico de Desenvolvimento Intermunicipal do Ave, em curso no seio da Comunidade Intermunicipal (CIM) do Ave.

 

Esta iniciativa visa dotar aquela organização supramunicipal de uma estratégia integrada, que potencie o seu desenvolvimento e afirmação, maximizando a sua capacidade de enquadrar e implementar projetos para o próximo ciclo de programação dos fundos comunitários (Quadro Estratégico Comum 2014 – 2020).

 

O Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Manuel Baptista, explicou o porquê deste processo. “Apesar de termos a nossa estratégia política, o nosso plano político, que foi sufragado nas últimas eleições em setembro, entendi, assim como todo o Executivo, que devíamos alargar [a recolha de contributos] aos Povoenses, às pessoas que queiram contribuir para valorizar este trabalho, esta estratégia, visto que é um Quadro que tem algumas valências com um potencial enorme”, considerou.“Foram apresentados na CCDR os oito eixos que vão concentrar os 20 mil milhões de euros no próximo Quadro Comunitário e 50 por cento deste Quadro Comunitário tem a ver com dois eixos importantes: a inovação, o conhecimento; e a empregabilidade e o emprego”, revelou ainda. “Nós, Executivo, entendemos que é uma responsabilidade e que a devíamos partilhar com os Povoenses que estiverem interessados, IPSS’s, empresas, pessoas anónimas, que gostam da sua terra”, afirmou ainda Manuela Baptista, que também é o Presidente da CIM do Ave, de entre outras considerações.

 

Na mesma oportunidade, intervieram ainda Vasco Rodrigues da Universidade Católica, que fez o enquadramento do trabalho que se está a realizar e José Marques da Silva da Strategy XXI, a empresa a quem a CIM do Ave incumbiu de elaborar o Plano Estratégico, que apresentou um diagnóstico socioeconómico do Norte e do território abrangido pela CIM do Ave. Foram ainda evidenciados os eixos nacionais e europeus já definidos.

 

Esta sessão, que teve casa cheia, começou pouco depois das 21h00. No final das intervenções, houve a oportunidade para diversas das pessoas presentes apresentarem as suas ideias e opiniões sobre o assunto em questão. Aspetos como a valorização dos recursos endógenos da Póvoa de Lanhoso, como o granito e o ouro; ou do Turismo, da Cultura, da Formação, com vista à criação de emprego, foram algumas das áreas abordadas neste contexto.

 

Até ao 21 de fevereiro, são recolhidos os contributos da população, os quais podem ser enviados para povoa2020@mun-planhoso.pt, sendo posteriormente apresentado o documento final que a Câmara Municipal fará chegar à CIM do Ave, com o objetivo de ser incorporado na estratégia global.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *