Palmela, Saúde

Extensão de Saúde de Pinhal Novo – sul é “prioridade das prioridades” – Palmela

O Presidente da Câmara Municipal de Palmela reuniu-se na semana passada com o secretário de Estado adjunto do Ministro da Saúde para analisarem formas de ultrapassar as carências assistência médica no território.

Na reunião de trabalho, foram sublinhadas as necessidades específicas de novos centros de saúde em Quinta do Anjo e Pinhal Novo, tendo este último sido considerado por ambas as partes como “a prioridade das prioridades”, face à exiguidade e sobrelotação das duas unidades de saúde, nas ruas Guerra Junqueiro e Zeca Afonso, respetivamente. O presidente Álvaro Balseiro Amaro e Adilo Costa, vereador responsável pelo pelouro da Saúde, recordaram o histórico dos processos de cedência de terrenos pela Câmara Municipal à Administração Central que, no caso de Pinhal Novo, remonta a 2002, sendo que o projeto de construção do novo edifício está aprovado desde 2012.

O secretário de Estado adjunto comprometeu-se a dar uma resposta até final do primeiro trimestre deste ano, após analisar a situação com a Administração Regional de Lisboa e Vale do Tejo e verificar a viabilidade de afetar verbas do PIDDAC de 2014 a este investimento. Foi ainda transmitida a urgência do reforço de médicos de família em todo o concelho, com base nos números oficiais, fornecidos pelo Agrupamento de Centros de Saúde da Arrábida (Palmela, Setúbal e Sesimbra, dados que estão, no entanto, muito aquém da realidade. Os autarcas alertaram ainda para a prioridade do reforço de médicos em Poceirão, Quinta do Anjo, Bairro dos Marinheiros, Bairro Alentejano e Pinhal Novo. No concelho de Palmela, 31 por cento dos utentes inscritos nos centros de saúde não têm médico de família.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *