Mação, Turismo

“À Mesa em Mação” ganha prémio internacio​nal de gastronomi​a em Paris

image004“À Mesa em Mação – Carta Gastronómica” é um dos grandes vencedores dos Prémios do Ano atribuídos pela Academia Internacional de Gastronomia, que reuniu em Assembleia Anual em Paris no final de Janeiro, para decidir as pessoas ou entidades que mais se distinguiram na área da Gastronomia a nível internacional.

O livro, da autoria de Armando Fernandes com edição da Câmara Municipal de Mação, ganhou o Prémio de Literatura Gastronómica – Prix de la Littérature Gastronomique, tendo impressionado “os jurados pela profundidade do estudo gastronómico-social-antropológico de grande valor científico e cultural”, segundo informação da Academia Portuguesa de Gastronomia.

 

Lançada em Julho de 2012, a Carta Gastronómica é um importante documento que compila, num livro, os sabores e saberes de sempre da gastronomia do Concelho de Mação. Resulta de um acurado trabalho de pesquisa, junto da população, sobretudo dos habitantes mais antigos, fonte privilegiada de saber, com o intuito de perceber o que se comia antigamente no dia-a-dia, nos dias de festa, através da recolha de muitas dezenas de receitas de norte a sul do Concelho.

Este livro surgiu como uma necessidade no sentido de contribuir para a nossa identidade como território e, acima de tudo, como uma forma de preservar aquilo que os nossos antepassados criaram, desde as penelas de barro ou ferro com os produtos que tinham à sua disposição. Produtos que o nosso território nos dá: aquilo que semeamos, plantamos e colhemos nas hortas, mas também os animais que criamos, que sempre criámos porque esta região o permite. Factores determinantes para a criação dos pratos que sempre se comeram nas mesas dos Maçaenses e são aquilo que nos distingue, por vezes num ou outro pormenor, de outras regiões.

Este documento é um pequeno tesouro que cada família deve preservar e utilizar na sua cozinha. Um livro onde se concentram os conhecimentos e tradições de sempre, que devem ser perpetuados nas nossas mesas.

O desafio é agora lançado às famílias, aos restaurantes e a todos quantos gostam de comer bem para que o utilizem como forma de apreciar aquilo que é nosso e, simultaneamente, dar continuidade à genuinidade da nossa gastronomia, que é tão rica e diversificada”.

Para Vasco Estrela, Presidente da Câmara Municipal de Mação, “este é um momento de enorme orgulho e extrema satisfação para Mação e todos os Maçaenses. Quem conhece a nossa gastronomia conhece indiscutivelmente a variedade, riqueza e unicidade de sabores que oferece. Este é, sem dúvida, um reconhecimento justo de um intenso trabalho de pesquisa, de infinitas conversas com os mais antigos, aqueles que realmente sabem as verdadeiras e autênticas receitas do passado que fazem da nossa gastronomia uma gastronomia ímpar. Sentimos o conforto de estarmos a contribuir de alguma forma para mais uma afirmação, embora já sobejamente reconhecida, da fantástica gastronomia portuguesa.”

 

Ao todo Portugal arrecadou dois prémios. O outro, o Prémio Chef do Futuro (Chef de l’Avenir), foi atribuído ao Chef David Jesus, que apresenta “diariamente a mais sofisticada e interessante cozinha portuguesa no Restaurante Belcanto do Chef José Avillez”, sendo o seu trabalho desta equipa “altamente reconhecido” em Portugal e no estrangeiro (3 estrelas no Guia Repsol, 1 estrela no Michelin), de acordo com a APG.

Já o galardão mais cobiçado de todos, o Grande Prémio de Arte da Cozinha, foi atribuído este ano ao Chef Grant Achatz, “um dos mais prestigiados chefs dos EUA e do mundo. O seu restaurante Alínea em Chicago é considerado uma referência mundial, onde se pratica uma das mais sofisticadas cozinhas de todo o mundo”.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *