Desporto, Sociedade, Tomar

Complexo Desportivo Municipal de Tomar vai poupar energia

Imagem 017O Município de Tomar vai realizar duas intervenções no equipamento do Complexo Desportivo com vista a garantir a poupança de energia naquele que é o espaço camarário com maior peso na fatura energética da edilidade.
Em termos técnicos, trata-se da instalação de variadores electrónicos de velocidade para a melhoria da eficiência energética em piscinas municipais. A Médio Tejo 21, Agência Regional de Energia e Ambiente do Médio Tejo e Pinhal Interior Sul, apresentou uma candidatura ao PPEC 2013-2014 (Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica), tendo sido aprovadas, para Tomar, duas intervenções nas duas máquinas que apresentam maior potencial de poupança do Complexo Desportivo Municipal.

Estas intervenções são financiadas em 70%, representando um encargo para o Município de 2.088,10 € que, sem financiamento, ascenderia a 6.960,34 €. Encargo que, porém, será rapidamente absorvido (entre cinco a seis meses) pela poupança energética que permitirá e que se estima que atinja um valor anual superior a 4.300 €.

O consumo de energia é um dos principais problemas do Complexo Desportivo Municipal de Tomar, cuja principal valência são as piscinas, e que em 2013 orçou os 9.200 € mensais. Com este investimento, a autarquia dá mais um passo significativo no caminho da poupança energética e financeira do Município, mas igualmente no espírito da estratégia de desenvolvimento sustentável delineada pelo executivo.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *