Castro Marim, Desporto

Mais de uma centena de castromarinenses discute o presente e o futuro do desporto no concelho

“Constitui para mim uma enorme satisfação, enquanto Presidente da Câmara Municipal de Castro Marim, poder reunir neste auditório um tão grande número de castromarinenses para, em conjunto, discutirmos o desporto no concelho de forma franca e aberta.

Não conheço nada mais eficaz para combater as toxicodependências, o alcoolismo e o tabagismo, do que o desporto, muito desporto!

O desporto e o exercício físico fazem bem a todas as componentes da vida humana: física, psíquica, social, afetiva, hormonal, bioquímica, etc.

Só vejo benefícios na prática do exercício físico, por exemplo num simples baile de acordeão as pessoas fazem sem se aperceber muito exercício físico.”

Foi deste modo, que Francisco Amaral saudou os muitos dirigentes associativos e munícipes que participaram, ativamente, no debate “O Presente e o Futuro do Desporto e da Atividade Física em Castro Marim”, no passado dia 18 de janeiro, no auditório da Biblioteca Municipal.

O debate começou com a apresentação de um relatório técnico acerca da política de desporto do município e uma avaliação do desempenho do associativismo local, organizado pelo técnico superior de Educação Física da autarquia, Jorge Neves, que deu a conhecer a oferta desportiva no concelho e o papel das associações na democratização do fenómeno desportivo.

Ao longo de mais de quatro horas de debate, estiveram sobre a mesa uma multiplicidade de questões ligadas ao desporto no concelho tais como: a construção de duas ciclovias, uma na EN 122 entre Castro Marim e V.R.S.A e a outra na EM. 125 – 6, de Castro Marim ao cruzamento da Praia Verde, a criação de um Centro de BTT no concelho, a colocação de relvado sintético no campo de futebol municipal; a dinamização da canoagem ou o desenvolvimento do desporto aventura na freguesia de Odeleite, assim como o aproveitamento da barragem localizada naquela freguesia para desportos náuticos.

Em Altura constatou-se a necessidade de realizar obras de beneficiação no campo de futebol e na pista de atletismo. A construção do pavilhão e da piscina e o aproveitamento da praia para a prática desportiva (voleibol, futebol) também foram reivindicadas.

Outra das matérias consensuais expressa neste fórum prende-se com o facto de Castro Marim, em termos desportivos, dever afirmar-se como uma alternativa a outros projetos desportivos já existentes pelas condições excecionais que dispõe para a prática desportiva e nunca cair na tentação de copiar ninguém, como afirmou José Segura Valentim, Presidente da Associação Rodactiva “Todos temos que dar as mãos”.

Por seu turno, Luís Romão, delegado Regional do Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ), presente no debate, congratulou-se por esta realização, tendo assegurado “É um privilégio para mim abrir este ciclo de debates de Castro Marim. É bom termos presidentes de câmara que se preocupam em ouvir os munícipes, antes de decidir”.

A encerrar o debate, “O Presente e o Futuro do Desporto e da Atividade Física em Castro Marim”, o autarca Francisco Amaral agradeceu a disponibilidade da comunidade castromarinense para debater um tema de grande atualidade e importância para o futuro do concelho, como é o desporto, observando “saio daqui mais enriquecido e espero que quando realizarmos um próximo debate, algumas destas questões estejam ultrapassadas.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *