Santa Comba Dão, Sociedade

Auditório da Escola Secundária/3 de Santa Comba Dão recebeu a palestra “Energias Renováveis / Painéis Fotovoltaicos”

Palestra_Energias_001O Auditório da Escola Secundária/3 de Santa Comba Dão foi o local escolhido para acolher, ao longo da tarde da passada Sexta-feira, a palestra “Energias Renováveis / Painéis Fotovoltaicos”, uma iniciativa organizada pela Câmara Municipal de Santa Comba Dão em parceria com as empresas Martifer Solar e Painel da Harmonia.

 

O evento, destinado, sobretudo, aos alunos do 11º e 12º anos da área científica da Escola Secundária e aos alunos dos cursos de Energias Renováveis e Manutenção Industrial da Profiacademus – Escola Profissional de Santa Comba Dão, teve como principais objectivos elucidar os presentes relativamente aos conceitos relacionados com a produção de energia eléctrica a partir da energia solar e o processo de instalação das centrais fotovoltaicas nas coberturas dos Centros Escolares do concelho.

 

Esta palestra contou com as presenças de Mário Silva, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Santa Comba Dão, António João Ferraz, Subdirector do Agrupamento de Escolas, Paulo Gomes, Director Pedagógico da Profiacademus e dos oradores convidados, Luís Gomes da Silva, da empresa Martifer Solar e Manuel Azevedo, da empresa Painel da Harmonia.

 

Na sessão de abertura Mário Silva, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Santa Comba Dão, agradeceu a presença de todos, em especial a disponibilidade das empresas Martifer Solar e Painel da Harmonia em estarem presentes no evento.

 

Mário Silva referiu ainda o contributo, empenhamento e disponibilidade dos responsáveis dos centros escolares, do arquitecto Manuel Gamito e do responsável do sector da Educação da Autarquia, Armando Sousa, essenciais para que a instalação dos painéis fotovoltaicos nas coberturas dos estabelecimentos de ensino decorresse de forma harmoniosa e sem prejuízo para o funcionamento dos centros escolares.

 

Nesta sua intervenção não deixou de referir que em Agosto de 2013 a Câmara de Santa Comba Dão celebrou um contrato com a empresa Painel de Harmonia que visa a disponibilização, por parte da Câmara Municipal, das coberturas dos centros escolares Norte, Centro e Sul para a instalação de centrais fotovoltaicas para mini-produção de energia, através da transformação da energia solar em energia eléctrica, que será vendida à EDP.

 

Em contrapartida, a Câmara Municipal recebe uma renda mensal no valor correspondente a 10% do valor da faturação da energia elétrica vendida à EDP.

 

Para Mário Silva a importância deste projeto decorre fundamentalmente de dois aspetos: ”por um lado, é um contributo que a Câmara também dá para aumentar a diversificação energética, tornando-nos menos dependentes do petróleo e do gás natural. Por outro lado, constitui um bom exemplo de utilização de espaços, onde é possível instalar mini-centrais de produção de energia e que podem servir de exemplo a outras entidades, públicas ou privadas, podendo ter um efeito multiplicador no nosso concelho e na nossa região.”

 

Luís Gomes da Silva, da empresa Martifer Solar conduziu a primeira sessão da tarde subordinada ao tema: A Instalação das Centrais Fotovoltaicas nas Coberturas dos três Centros Escolares, fazendo uma breve abordagem à história do grupo Martifer e suas referências com a apresentação de diversos projectos que a empresa tem pelo mundo.

 

A apresentação prosseguiu com uma breve abordagem à energia solar focalizando, sobretudo, a incidência da radiação solar nos diferentes continentes e em diferentes regiões mostrando, através de gráficos, as potencialidades desta energia, a forma como está distribuída pelo globo e os principais países utilizadores da energia solar.

 

Esta explicação versou, ainda, sobre o funcionamento do fotovoltaico, que converte a radiação solar, captada através de painéis fotovoltaicos, em energia eléctrica, diferenciando o funcionamento dum sistema com ligações à rede e um sistema sem ligações à rede.

 

A apresentação da Martifer Solar culminou com a apresentação do processo de instalação dos painéis fotovoltaicos nas coberturas dos Centros Escolares do Norte, Centro e Sul, abordando as diversas fases do projeto.

 

Manuel Azevedo, da empresa Painel da Harmonia apresentou a última intervenção da tarde intitulada Solar Fotovoltaico – Uma Medida de Eficiência Energética versando, sobretudo, três aspectos fundamentais: a situação energética de Portugal, os mitos associados ao solar fotovoltaico e a questão do auto-consumo.

 

Com recurso a gráficos e análises estatísticas, Manuel Azevedo iniciou a sua intervenção mostrando a evolução do consumo de energia eléctrica em Portugal que tem vindo a crescer a um ritmo de 2,7% ao ano, salientando a previsão de que em 2020 a maior parte da produção de energia, cerca de 70%, seja produzida com recurso a energias renováveis.

 

No que se refere ao eólico e solar fotovoltaico, o ranking mundial mostra que Portugal se situa no terceiro lugar no que concerne à utilização de energia eólica, ao nível da potência instalada por habitante (watt per capita) em 2012, e em vigésimo no que se refere ao solar fotovoltaico.

 

A distribuição do consumo e produção de electricidade foram outros dos pontos que referiu, assim como a importância na alteração da forma de produção de energia eléctrica em Portugal, que continua a estar muito dependente do petróleo e gás natural e da importação de energia eléctrica de Espanha.

 

No que respeita aos mitos associados ao solar fotovoltaico, o orador apresentou dados que demonstram a evolução da tecnologia e uma comparação da evolução dos custos de investimento do solar fotovoltaico (e eólico) e do preço dos combustíveis que, a médio/longo prazo tornará o custo da energia renovável mais acessível aos consumidores.

 

No que respeita à temática do auto-consumo, Manuel Azevedo acredita que, em breve, este será uma realidade passando o consumidor a assumir um papel de produtor-consumidor, produzindo na sua casa ou empresa a energia de que irá necessitar.

 

Após as apresentações dos temas foi aberto um período de debate no qual alunos, docentes e convidados puderam interpelar os oradores no sentido de esclarecerem algumas dúvidas relacionadas com as apresentações.

 

Finda a palestra, desenrolou-se a visita guiada, em pequenos grupos, à instalação da mini-central fotovoltaica do Centro Escolar do Centro na qual os alunos puderam observar os diversos componentes instalados e esclarecer questões relativas ao seu funcionamento.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *