Lamego, Sociedade

Consumidores de Lamego bebem água “excelente” e a custo médio

Consumo_agua_LAMEGOA água que sai das torneiras das casas dos consumidores do concelho de Lamego é considerada “excelente”, segundo os parâmetros de qualidade analisados pela Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR). Num estudo divulgado agora, esta entidade também adianta que os encargos suportados, em 2011, pelas famílias do concelho, referentes aos serviços de abastecimento de água, saneamento de águas residuais e gestão de resíduos urbanos situam-se, em média, num intervalo entre 10 e 20€/ mês, um dos escalões mais baixos do país.

A ERSAR tem por objetivo assegurar a proteção dos interesses dos utilizadores através da promoção da qualidade do serviço prestado pelas entidades gestoras e através da garantia de tarifários socialmente aceitáveis, salvaguardando em simultâneo a viabilidade económica das entidades gestoras. Visa também consolidar um efetivo direito público à informação sobre estes serviços essenciais e sobre cada uma das entidades gestoras.

Francisco Lopes, Presidente da Câmara Municipal de Lamego, regozija-se com os resultados do estudo efetuado pela entidade reguladora e sublinha que “ao contrário do que pensam muitas vezes as famílias do nosso concelho, o custo suportado pelos serviços de abastecimento de água e recolha de lixo é menor, em comparação com aquele que é praticado em outras zonas do país”. O autarca mostra-se ainda satisfeito com a avaliação positiva feita à qualidade da água consumida em Lamego.

Segundo a ERSAR, em 2011, 97,92% da água consumida pelos consumidores portugueses foi considerada segura. As restantes situações são acompanhadas em tempo real e não constituem um problema para a saúde pública. Cada família portuguesa paga em média 20,69€/ mês por estes serviços. Mais informações em www.ersar.pt.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *