Ansião, Economia

Ansião pioneiro na adesão a Rede de Percepção e Gestão de Negócios

RFN1O município de Ansião tornou-se na passada quinta-feira, 9 de novembro, no primeiro município da região Centro a aderir à  Rede de Percepção e Gestão de Negócios, do programa Impulso Jovem, do Instituto Português do Desporto e Juventude. A R.P.G.N. constitui-se como um modelo de apoio alargado ao empreendedorismo jovem, da gestação de uma ideia à constituição de uma iniciativa sustentável, de cariz associativo ou empresarial.

A execução da RPGN é da responsabilidade do Instituto Português do Desporto e Juventude, I.P. (IPDJ) e o município de Ansião aderiu no sentido de desenvolver a primeira das ações desta Rede, que passa pela Promoção e Rede de Fomento de Negócios. A Rede de Fomento de Negócios torna possível às entidades inscritas apresentar candidaturas à implementação de uma oportunidade de negócio previamente identificada ou, caso surjam oportunidades de negócio apresentadas por jovens interessados, implementar essa oportunidade em conjunto.

Os objetivos da Rede são a divulgação das ações promovidas, a criação de uma plataforma electrónica agregadora de informação, a identificação de oportunidades de negócio de âmbito local e regional nos sectores público e privado, designadamente nas áreas da agricultura, cultura, desporto e economia social e o desenvolvimento de sinergias potenciadoras de uma maior eficiência e eficácia entre as empresas integradas na Rede.

Os destinatários principais são jovens com idades compreendidas entre os 16 e os 30 anos à data da apresentação da candidatura; Os apoios aos inscritos na Rede passam, através de uma plataforma electrónica agregadora de informação, pela sinalização de oportunidades de negócio de âmbito local e regional e pela identificação de relações de complementaridade comercial entre as empresas inscritas na Rede. A Rede prevê ainda ateliers com vista à capacitação e ao desenvolvimento dos respetivos projetos e bolsas com o valor máximo mensal de 1,65 do indexante dos apoios sociais para jovens com ensino superior completo, com valor máximo de 1,3 do IAS para jovens com o ensino secundário completo e o valor máximo mensal do IAS para jovens sem o ensino secundário completo.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *