Desporto, Estarreja

Portugal termina Open de Natação DSISO Estarreja 2013 com 32 medalhas

DSC_0141ssChegou ao fim o 2º Campeonato da Europa Open de Natação DSISO Estarreja 2013, para nadadores com Síndrome de Down. No Complexo de Desporto e Lazer viveram-se momentos de forte competição, com os atletas a alcançarem recordes pessoais, regionais, nacionais e mundiais.

 

Após 4 dias de competição no Complexo de Desporto e Lazer (CDL) de Estarreja, Portugal termina o Europeu com 32 medalhas, atrás da poderosa Itália que conseguiu o número impressionante de 54 medalhas no total. A equipa portuguesa, constituída por 15 atletas (9 masculinos e 6 femininos) e um corpo técnico de 7 pessoas obteve uma ótima prestação, destacando-se a conquista de 32 medalhas, das quais 12 de ouro, 13 de prata e 7 de bronze.

 

De referir ainda as marcas de Ricardo Pires nos 400m Livres Mosaicos com tempo Recorde do Mundo M1 (6.16.27) e de Filipa Reis nos 25m Bruços com 33.80, Recorde da Europa Júnior, no primeiro dia da competição. Já no segundo dia de provas os portugueses estabeleciam novos recordes: Filipe Santos nos 200m Mariposa com Recorde da Europa (3.18.28) e José Vieira, Recorde da Europa dos 200m Bruços (3.20.00).

 

A organização do 2º Campeonato da Europa Open de Natação DSISO Síndrome de Down Estarreja 2013 envolveu um total de 3 centenas de pessoas, dos quais 170 participantes provenientes de 13 países: Brasil, Dinamarca, Espanha, Estónia, França, Grã-Bretanha, Irlanda, Itália, Kosovo, República da Croácia, República da Turquia, Suécia e Portugal.

 

O evento internacional foi organizado pela Câmara Municipal de Estarreja, ANDDI – Associação Nacional de Desporto para a Deficiência Intelectual e DSISO, tendo como parceiros a Cerciesta, a Associação de Natação de Aveiro, a Federação Portuguesa de Desporto para Pessoas com Deficiência e o Instituto Português do Desporto e Juventude.

 

 

Recordes mundiais alcançados em Estarreja

 

Ao final do dia do último domingo, o Jantar de Gala e a Festa de Encerramento deram por encerrada a segunda edição do Campeonato da Europa e Open Internacional. Evidenciando Estarreja como a “capital da natação adaptada” que durante 6 dias acolheu as delegações internacionais, o vice-presidente da Câmara Municipal e vereador do Desporto, Abílio Silveira, realçou a importância de uma iniciativa como esta para a inclusão dos deficientes e para a sensibilização da população que, em especial durante o fim de semana, veio assistir às competições.

 

Em dia de despedida, Fausto Pereira, presidente da ANDDI, dirigiu agradecimentos a todos os que tiveram envolvidos na organização, que “fizeram tudo quanto estava ao seu alcance para proporcionar aos nadadores as melhores condições” e o resultado foi o esperado. “O trabalho desenvolvido foi bem-sucedido”, afirmou ressalvando a também qualidade técnica do campeonato.

 

Por sua vez, o presidente da DSISO, Geoff Smedley, destacou a performance dos nadadores que em Estarreja bateram recordes pessoais, regionais, nacionais e mundiais, registando-se 6 países que atingiram tempos nunca antes superados. As delegações internacionais partiram ontem de regresso aos seus países.

 

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *