Lamego, Sociedade

Festas dos Remédios em Lamego sinónimo de fé e animação

Procissao_TriunfoLAMEGO2013Milhares de pessoas acorreram mais uma vez a Lamego para honrar a padroeira da cidade – Nossa Senhora dos Remédios. Conhecida como “A Romaria de Portugal”, estas Festas são um importante momento de Fé que atrai todos os anos muitos forasteiros, sobretudo emigrantes, que vêm agradecer a resposta às suas preces e conhecer esta grande celebração onde os rituais religiosos e profanos se misturam numa simbiose perfeita.

Este ano, de 22 de agosto a 9 de setembro, o programa das Festas dos Remédios ofereceu um cartaz bastante diversificado que constituiu um autêntico chamariz para muitos veraneantes e foliões: exposições, concertos, desfiles, procissões, feiras, eventos culturais e desportivos. A iluminação festiva e a realização de deslumbrantes sessões de fogo de artifício foram outras atrações que surpreenderam os romeiros.

Durante estes dias de diversão, uma multidão teve a oportunidade de admirar, pelas principais ruas da cidade, a tradicional Marcha Luminosa, a 6 de setembro à noite, e a Batalha das Flores, no dia seguinte à tarde. Para além da devoção religiosa, as Festas em Honra de Nossa Senhora dos Remédios têm também uma forte componente social e lúdica. Por estes dias, é frequente ver os forasteiros, na mata dos Remédios ou nos jardins da cidade, partilharem os farnéis e dormitarem, enquanto que pelas ruas os festejos duraram até ao amanhecer, na grande noite da Romaria, de 7 para 8 de setembro.

Dedicada a Nossa Senhora dos Remédios, o momento mais alto desta celebração foi a Majestosa Procissão do Triunfo, na qual os andores, que percorrem a Igreja das Chagas até à Igreja de Santa Cruz, ostentam imagens sagradas puxadas por juntas de bois, como manda a tradição. Como também é hábito, milhares de pessoas preencheram os passeios da cidade para verem o imponente cortejo religioso e agradecerem uma última vez à padroeira da cidade antes de regressar ao Santuário.

As Festas em Honra de Nossa Senhora dos Remédios unem o religioso e o profano, numa harmonia perfeita que soube ao longo das últimas décadas evoluir e reinventar-se. Este ano, houve uma novidade especial: o evento ocorreu numa centralidade renovada e dotada de melhores condições – a Av. Dr. Alfredo de Sousa, situada aos pés do Escadório dos Remédios.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *