Cultura, Ferreira do Zêzere, Tomar

Zêzere Arts – o Festival de Ópera e Canto Lírico regressa em agosto a Tomar e a Ferreira do Zêzere

Coro 4Cerca de uma centena de cantores líricos e cantores de coro, vindos de países como Reino Unido, Irlanda, França, Hungria, México e Portugal, apresentam ao público um programa soberbo: Cosí fan Tutte de Mozart, Giulio Cesare de Handel, o espetáculo Cenas da Vida Rural ou ainda o Requiem de Mozart sobem a palcos como o Claustro Principal do Convento de Cristo em Tomar ou a Quinta do Adro em Ferreira do Zêzere.

Acompanham os cantores uma orquestra de 15 músicos conduzidos pelo Quarteto Lopes-Graça e pelo violinista Luís Pacheco Cunha. Começa já no dia 7 de agosto e prolonga-se até dia 17.

No dia 3 de Agosto de 2013, um grupo de cantores chegam a Ferreira do Zêzere, no centro de Portugal, para participarem num Curso Intensivo de Verão, que dará origem a um Festival de Ópera e Canto Lírico. Os artistas chegam de países como: Reino Unido, Irlanda, França, Hungria, México e Portugal. Acompanham-nos uma equipa de experientes maestros, pianistas e encenadores de ópera que vão trabalhar com os cantores, na preparação de um extensivo programa de espetáculos e concertos.

Durante o mesmo período, grupos de cantores de coro juntam-se à companhia. Ficam instalados no Convento de Cristo de Tomar a participar em concertos e espetáculos.

As performances terão início no dia 7 de agosto e culminam no concerto final do dia 17.

Durante o festival vão ser apresentadas três óperas e um recital de canto lírico, um jantar de gala com ópera, música na celebração das missas das igrejas locais, concertos do coro e performances em centros de dia, lares e restaurantes.

Roberto Recchia vindo da Itália, Chris Cowell de Inglaterra e o encenador português Mário Redondo, encenam o Cosí fan Tutte de Mozart, o Giulio Cesare de Handel e o espetáculo Cenas da Vida Rural.

O director artístico, Brian MacKay, é acompanhado pelos pianistas John Shea, Charles Kirkpatrick, Siobhain O’Higgins e o maestro de coro, Pedro Correia, que se juntam ao staff do festival.

Joanna Mules, artista e designer de Belfast, Irlanda do Norte, com artistas de Ferreira do Zêzere, vão criar e construir todos os cenários dos espetáculos.

O Zêzere Arts Festival está especialmente grato à Câmara Municipal de Ferreira do Zêzere e a todos os voluntários locais, que trabalharam incansavelmente para que este evento pudesse acontecer. Sem este apoio, não teria sido possível realizá-lo. A todas as instituições locais (igrejas, centros de dia, lares, restaurantes, entre outras) agradecemos o entusiasmo com que receberam este evento mais uma vez, possibilitando a repetição do sucesso da edição do ano passado.

A direção do festival agradece ainda ao Convento de Cristo e à Câmara Municipal de Tomar pelo acolhimento e apoio deste projeto, concretamente através da acomodação dos membros do coro nas instalações do magnífico monumento e um importante apoio logístico.

Depois de meses de preparação e duas semanas intensivas de ensaios, toda a equipa do Zêzere Arts 2013 anseia por partilhar o seu trabalho, nos espetáculos ao vivo, a forma privilegiada de se fazer Música e Teatro.

Toda a equipa do festival Zêzere Arts 2013 deseja partilhar convosco público, esta forma tão privilegiada apresentar seu intensivo trabalho – música e teatro ao vivo.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *