Cultura, Marinha Grande

Museu do Vidro na Marinha Grande reabriu portas

ReaberturaMuseuVidro13072013_47O Museu do Vidro reabriu ao público no passado dia 13 de julho, numa cerimónia presenciada por mais de uma centena de pessoas que quiseram testemunhar o resultado das obras de reabilitação executadas em instalações do Museu, as modificações na exposição permanente e a exposição inaugurada naquele dia intitulada “Real Fábrica de Cristales de La Granja”.

Na cerimónia de reinauguração, o presidente da Câmara da Marinha Grande, Álvaro Pereira, lembrou que “o Museu do Vidro está instalado num dos centros de produção de vidro mais importantes do nosso país, cuja ligação à indústria vidreira remonta há mais de duzentos e cinquenta anos”.

Ao ser reaberto “o Museu do Vidro e permitirmos a sua valorização, estamos a prestar uma justa homenagem ao industrial John Beare e à família Stephens, bem como a todas as sucessivas gerações de proprietários de fábricas de vidro e operários vidreiros”, acrescentou.

O Museu agora renovado reabre com uma exposição “de grande significado para nós”, intitulando-se “Real Fábrica de Cristales de La Granja, do município de San Ildefonso – La Granja, em Espanha, com o qual a Marinha Grande possui um acordo de geminação.

Álvaro Pereira recordou que “La Granja e Marinha Grande partilharam estilos de vida e costumes, que remontam ao século XVIII e que souberam conjugar a tradição e a inovação, que as posiciona como centro europeu de excelência vidreira”.

O autarca explicou ainda que “a exposição permanente do Museu foi alvo de uma reestruturação, através da incorporação de peças de grande valor patrimonial que faziam parte do acervo”. Álvaro Pereira disse que “as obras que vemos expostas neste museu, confirmam-nos que um vidreiro deve ser encarado como um artista plástico, em vez de, como noutros tempos, ser apenas visto como um trabalhador pouco qualificado”.

O presidente declarou que, “a breve prazo, serão dinamizados oficinas de trabalho ao vivo por artesãos e artistas vidreiros e ateliês educativos”. Também no Edifício da Resinagem “será instalado o Núcleo de Arte Contemporânea do Museu do Vidro, onde serão apresentadas coleções de artistas nacionais e internacionais ligadas ao vidro”.

“Tudo faremos para que a arte vidreira permaneça para sempre”, concluiu.

Museu é fator de atratividade

O presidente do Ayuntamiento de San Ildefonso – La Granja, José Luiz Vázquez, demonstrou a sua satisfação pela oportunidade de compartilhar “a identidade ligada ao vidro da população da Marinha Grande e de La Granja”.

Esta “identidade do passado está a ser vista no presente e tem de ser uma garantia de fortalecimento do futuro”.

O investimento “estratégico que está a ser feito pela Câmara da Marinha Grande no património Stephens é verdadeiramente importante para que este passado vidreiro sirva para afirmar a região como potencia económica e turística no futuro desta comunidade”, continuou o alcaide de La Granja.

De entre os convidados da cerimónia do passado dia 13 de julho, destaque também para o presidente do Turismo do Centro, Pedro Machado, que referiu estarmos “na presença de um património fortíssimo industrial e cultural, que nos ajuda do ponto de vista da afirmação turística da região Centro e que precisa de âncoras para atrair turistas e os fixar cá mais tempo”.

O Museu do Vidro constituiu-se, por isso, mais um fator de atratividade e competitividade da região centro, que está fortemente enraizado na identidade local da Marinha Grande”.

Pedro Machado acredita o Município da Marinha Grande será mais um parceiro privilegiado na promoção turística da região Centro.

Obras reabilitaram Património Stephens

O Museu do Vidro reabriu ao público após um período de encerramento para realização de obras de reabilitação.

A intervenção inseriu-se na empreitada de revitalização do Património Stephens e implicou um investimento superior a 320 mil euros. Consistiu na requalificação do espaço da atual receção do Museu do Vidro e adaptação da loja e receção de vários espaços: Museu do Vidro, Galeria de Arte Municipal, Casa da Cultura Stephens, para além dos serviços educativos e de uma cafetaria de apoio.

Pretende-se que estes espaços assumam um papel mais importante e privilegiado para o atendimento e encaminhamento de visitantes, turistas e utentes.

Vidro de La Granja em exposição

Foi inaugurada a exposição temporária “Real Fábrica de Cristales de La Granja” estará patente até 16 de fevereiro de 2014. Dá a conhecer a Real Fábrica de Vidros de La Granja, Espanha desde a sua criação até à atualidade.

É retratado um longo percurso de mais de dois séculos, onde se pretende deixar patente o compromisso da Fundação do Centro Nacional de Vidro de promover, potenciar e divulgar a história, a arte e a técnica do vidro desta manufatura.

São exibidas peças originais do século XVIII, de grande valor histórico, bem como peças que atualmente se fabricam na Real Fábrica, para além de um bom exemplo de peças experimentais, realizadas pelos alunos da Escola Superior do Vidro.

O Museu do Vidro estará aberto ao público de terça-feira a domingo, das 10h00 às 18h00.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *