S. João da Madeira, Sociedade

S. João da Madeira participa em projeto transnacional para uma cidadania ativa

A Câmara Municipal de S. João da Madeira representará Portugal no projeto educativo transnacional “Luzes para a cidadania global”, cujo coordenador é a Fundação Iberoamericana para a Educação, Ciência e Cultura. O projeto tem como objetivo desenvolver conteúdos pedagógicos no âmbito da cidadania responsável e ativa, por professores e técnicos de cinco países europeus, sendo financiado pela Comissão Europeia.

O protocolo de colaboração entre o Presidente da Câmara Municipal de S. João da Madeira, Ricardo Oliveira Figueiredo, e o Presidente da Fundação Iberoamericana, Álvaro Marchesi, foi aprovado por unanimidade na última reunião do executivo camarário sanjoanense.

Sensibilizar e desenvolver competências sobre uma cidadania global responsável, fomentando estilos de vida saudável, o conhecimento dos direitos humanos e o equilíbrio ambiental, é uma das máximas do projeto. Por outro lado, pretende-se desenhar programas, metodologías e materiais pedagógicos abrangendo docentes, alunos e famílias, fomentando as competências de cidadania junto da comunidade educativa e são alguns dos objetivos do programa.

O projeto abrange os seguintes parceiros: Municípios de Fuenlabrada e de Rivas Vaciamadrid (Espanha), Instituto Cooperazione Economica Internazionale (Itália), KATE – Kontaktstelle für Umwelt & Entwicklung e.V. ( Alemanha) e Nevelok Haza Egyesulet (Hungria), para além do município português de S. João da Madeira.

Para o Presidente da Câmara, Ricardo Oliveira Figueiredo, esta iniciativa irá permitir “o desenvolvimento de projetos inovadores, como uma mais-valia educativa e social da cidade e seus Munícipes”, contribuindo para “reforçar o papel da nossa cidade na rota das parcerias internacionais, tornando-a mais conhecida nacional e internacionalmente”. A escolha do município sanjoanense para esta parceria transnacional é, segundo o autarca, “o reconhecimento do trabalho que é feito em S. João da Madeira na área da Educação”.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *