Estarreja, Sociedade

Estarreja planta mais 2 centenas de árvores

A Câmara Municipal tem em curso o plano de plantação de árvores para 2013, na sequência da reabilitação paisagística de espaços centrais, prevendo-se a colocação de um total de 235 árvores de várias espécies no decorrer deste ano. O plano abrange a cidade de Estarreja, a vila de Salreu, o Eco Parque Empresarial, a Quinta do Marinheiro e o centro cívico de Avanca.

 

A Quinta do Marinheiro, onde se situa a Casa-Museu Egas Moniz, foi valorizada com mais 64 árvores, no âmbito da requalificação paisagística levada a cabo pela Câmara Municipal e que contempla a reconversão de um pomar. Recorde-se que em 2011 os serviços municipais plantaram 30 árvores na quinta. No Centro Cívico de Avanca, 17 árvores enriqueceram a obra da recente inaugurada Praceta do Gama.

 

Na zona do Eco Parque Empresarial, serão transplantados 15 carvalhos, provenientes de áreas de lotes, para a Área Social e de Negócios, que se encontra na fase final de construção. A interna rede de ciclovias permite aproveitar este enquadramento verde e arbóreo do conjunto da área empresarial, reforçado nos últimos anos com 90 novas árvores na Avenida PACOPAR, após a plantação de 1600 em 2009, podendo servir de circuito também pedonal para quem quiser usar essas vias dedicadas, integrantes também do conceito “Eco Parque”.

 

Na cidade, serão perto de 50, as árvores que já foram plantadas na Rua Dr. Tavares da Silva, que está a ser requalificada e serve de acesso ao Complexo de Desporto e Lazer e ao Estádio do CDE. Na Rua Dr. Fernando Gomes, no talude contíguo ao Hotel Eurosol, serão plantadas 19 autóctones (carvalhos e medronheiros), conjugando-se espécies de pequeno e de grande porte.

 

Também na entrada norte da cidade, na Avenida do Engenheiro (de ligação da EN109 à Variante Sul/EM558),  acesso ao Eco-Parque, a Pardilhó e à Murtosa, será criada uma alameda constituída por 7 dezenas de árvores.

 

Em Salreu, 6 oliveiras vão surgir no talude do Hospital, na Rua Dr. José Oliveira e Silva. Na Avenida do Hospital, 10 árvores de porte médio vão substituir outras 10 que estão a criar estragos estruturais em propriedades particulares e nos passeios públicos, garantindo-se um sistema radicular que não irá provocar mais danos.

 

O plano municipal pode sofrer reforço de plantações, mediante novos espaços que se possam acrescentar e a época do ano o aconselhe.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *