Póvoa de Varzim, Sociedade

Manuela Ferreira Leite, dia 17, na Estela, Póvoa de Varzim

Na próxima segunda-feira, 17 de junho, às 21h30, Manuela Ferreira Leite vai estar no Clube de Caçadores da Estela.

A antiga Ministra aceitou o convite da associação estelense para falar sobre “O estado da Nação. Perspetivas…”.

Depois de Marcelo Rebelo de Sousa, é a vez da Estela receber a conhecida economista e política portuguesa no âmbito das comemorações dos 873 anos da freguesia.

Biografia Manuela Ferreira Leite

Cresceu em Lisboa, tendo frequentado o Liceu Maria Amália Vaz de Carvalho e o Liceu D. João de Castro. Em 1963 licenciou-se em Economia, pelo Instituto Superior de Ciências Económicas e Financeiras (atual ISEG), obtendo ex-aequo os prémios de Aluno Mais Distinto do Curso, Aluno Mais Classificado do Curso de Economia e de Aluno Mais Classificado na Cadeira de Política Ultramarina.

No mesmo ano torna-se bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian, para estudar os aspetos económicos da educação, vindo a frequentar um curso organizado pela OCDE na Alemanha. Entre 1964 e 1973 continuará ao serviço da FCG, primeiro como investigadora do Centro de Economia e Finanças do Instituto Gulbenkian de Ciência, até 1972, depois como técnica do Serviço de Investimentos, até 1973.

Lecionou no ISCEF, como assistente das disciplinas de Finanças Públicas e Economia Pública. No mesmo instituto exerceu funções no Conselho Diretivo, de 1973 a 1975, e dirigiu o departamento de Finanças Públicas, entre 1975 e 1979.

Em 1975 passou também a dirigir o Departamento de Estatística do Instituto das Participações do Estado, além de ter um lugar como vogal do Conselho Administrativo do Instituto de Tecnologia Informativa, até 1977.

Nesse ano tornou-se coordenadora do Núcleo de Finanças Públicas e Mercado de Capitais do Gabinete de Estudos do Banco de Portugal, até 1986. Fez parte da delegação portuguesa ao Comité de Política Económica da OCDE, em 1985. Assumiu o cargo de diretora-geral da Contabilidade Pública, de 1986 até 1990, e ocupou o lugar de membro do Comité do Orçamento do Conselho da Europa, entre 1987 e 1992.

Integrou ainda os órgãos de várias instituições privadas.

Entrou para a política pela mão de Aníbal Cavaco Silva, seu colega na Fundação Calouste Gulbenkian. No VI Governo Constitucional, chefiado por Francisco Sá Carneiro, assumiu funções como chefe de gabinete do então Ministro das Finanças e Plano, até 1981. Seria também Cavaco Silva a nomeá-la Secretária de Estado do Orçamento do XI Governo, em 1990. Em 1991 é chamada para o XII Governo, como Secretária de Estado Adjunta e do Orçamento, até 1993, e como Ministra da Educação, até 1995.

Eleita pelo Círculo de Évora, tomou assento na Assembleia da República em 1995, reeleita por Lisboa, em 1999. Ao longo desses mandatos presidiu à Comissão Parlamentar de Economia, Finanças e Plano, de 1995 a 1999, e ao Grupo Parlamentar do PSD, entre 2001 e 2002. Em 2002 regressou ao Governo, como Ministra de Estado e das Finanças do XV Governo, tendo sido a primeira mulher portuguesa a assumir esse cargo.

Foi membro do Conselho de Estado, entre 2006 e 2008, e professora catedrática convidada do Instituto Superior de Gestão, onde foi corresponsável pelos Serões de Política Económica e pela pós-graduação em Gestão Pública, entre 2005 e 2008.

Em 2008 seria também a primeira mulher portuguesa a chefiar um partido político, quando se tornou presidente da Comissão Política Nacional do PSD, cargo que deixou em Abril de 2010.

Foi Deputada à Assembleia da República, entre 2009 e 2011. Esta foi a última legislatura em que desempenhou funções como Deputada. Presidente do PSD neste período, foi também o rosto do partido para concorrer às eleições legislativas de 2009. Não venceu estas eleições, facto que permitiu que José Sócrates tivesse sido reeleito primeiro-ministro para um segundo mandato. Face a este resultado Manuela Ferreira Leite assume, assim, o seu lugar de Deputada na Assembleia da República, eleita pelo Círculo Eleitoral de Lisboa e na dupla responsabilidade, enquanto Presidente do PSD e Deputada da Nação, assume os principais debates no hemiciclo, na oposição ao governo de José Sócrates.

Atualmente, não fazendo parte nem do elenco do Governo nem do Parlamento, continua com a sua participação cívica e política bastante ativa na televisão.

(informação retirada de: http://pt.wikipedia.org/wiki/Manuela_Ferreira_Leite)

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *