Arouca, Turismo

Geossítios mais próximos dos visitantes – Arouca

Tornar 10 geossítios visitáveis, para uma maior valorização, preservação, conhecimento e divulgação do património natural do Arouca Geopark, é o que o projeto “Gestão Ativa do Arouca Geopark” vai começar a pôr em prática nos próximos dias. Aplicação de plataformas de observação e de elementos de apoio à interpretação são algumas das ações previstas pela candidatura aprovada pelo ON.2, no âmbito da estratégia de eficiência coletiva PROVERE/ Montemuro, Arada e Gralheira, no valor de cerca de 440 mil euros (cofinanciamento a 70% – FEDER).

 

O projeto prevê ainda a criação de uma rota dos geossítios e de um portal tecnológico interativo, bem como o aluguer/aquisição de equipamento de apoio à gestão, ações que permitirão ao público, de uma forma estruturada, conhecer e preservar os recursos naturais, potenciadores do desenvolvimento sustentável da região.

 

Tendo como base estas infraestruturas e equipamentos, estão igualmente previstas ações imateriais, que possam contribuir para a afirmação do Arouca Geopark como destino turístico de excelência no Norte de Portugal, sobretudo na área de intervenção da ADRIMAG (Associação de Desenvolvimento Rural Integrado das Serras de Montemuro, Arada e Gralheira), parceira da candidatura.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *