Cultura, Tomar

Carrilho, jogos, astronautas e muitos contos na Feira do Livro de Tomar

CARTAZ_FEIRA DO LIVRO_2013-01Faltam poucos dias para a abertura de mais uma edição da Feira do Livro de Tomar, este ano de novo no Pavilhão Municipal, durante dez dias, de 1 a 10 de Junho.

A abertura do certame coincide com o Dia Mundial da Criança e é uma boa oportunidade para um passeio em família. Há milhares de livros para ver, folhear e adquirir a preços em conta, e pode contar ainda com muita animação para os mais pequenos, uma vez que decorre no espaço contíguo a iniciativa “Os pais também brincam”, no âmbito da Semana da Criança e do Ambiente (das 11 às 13 e das 15 às 18 horas).

No domingo, dia 2, os mais pequenos são de novo convidados especiais, no recinto da feira, onde há “Histórias com bicho” para ver e ouvir, às 11 horas.

A Feira, essa, abre sempre às 10 horas da manhã e encerra às 23 horas no dia inaugural, e ainda nos dias 3, 7 e 8. Nos restantes encerra às 22 horas, com uma única excepção, o último dia, em que fecha às 20.

“Pensar o mundo” com Carrilho

Do programa para os dias seguintes, destacam-se a presença do romancista Carlos Vale Ferraz, para uma sessão de conversa com os leitores às 16h30 do dia 2 de Junho, domingo. Natural de Vila Nova da Barquinha e antigo aluno do Colégio Nun’Álvares, em Tomar, Carlos Matos Gomes, de seu nome verdadeiro, abordará obras como “Nó cego”, “A filha do legionário” ou “Fala-me de África”.

Na segunda-feira à noite será o filósofo Manuel Maria Carrilho a realizar uma conferência intitulada “Pensar o mundo, repensar Portugal”, após um apontamento musical, às 21h30, pelo Coro da Universidade Sénior de Tomar.

Ministro da Cultura de 1995 a 2000 e embaixador de Portugal junto da UNESCO de 2008 a 2010, o também Professor Catedrático da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, publicou em 2012, em dois volumes, a colectânea “Pensar o Mundo”, que reúne a sua obra publicada nas últimas três décadas. Em Tomar, e por todas as razões da conjuntura nacional e internacional, Carrilho partirá desse vasto acervo teórico para perspectivar o futuro, num encontro que será naturalmente valorizado pela interacção com o público presente.

Quinto Império, conquista do espaço e História

Na terça-feira à tarde, muda-se de tabuleiro, com a apresentação de um exemplo da capacidade criativa nacional, o jogo “Quinto Império”, pelo seu autor, David Mendes, entre as 14h00 e as 15h30.

Na noite de quarta-feira, às 21 horas, será a vez de voltarmos a partir à conquista de novos mundos, ou pelo menos percebermos como se trabalha hoje para isso, e pela mão de especialistas tomarenses no assunto, os membros do Clube de Jovens Os Aerocalminhas, e o seu mentor, o piloto João Roque, que apresentarão o livro “Space Camp” e o dvd “À conquista dos céus”.

Na quinta-feira, dia 6, pela mesma hora, o convite é para revisitar o passado, com as ferramentas hoje disponíveis. Oportunidade também para assistir ao vivo à actualização do blogue Biblioteca de Temas Linhaceirenses e conhecer este projecto que desde 24 de Março dá a conhecer ao mundo, diariamente, novos elementos sobre a História daquela aldeia.

Será também feita uma apresentação do livro “Linhaceira e as suas escolas”, com a presença dos seus autores, Miguel Garcia Lopes e Nuno Garcia Lopes, igualmente integrado naquele projecto.

Esteves, Salazar e a estreia de Catarina

O fim-de-semana prolongado em que termina a Feira começa com a presença do jornalista da RTP, também ficcionista, António Esteves, na sexta-feira às 21h30. O autor estreou-se na literatura com “O fracasso do amor”, obra que estará naturalmente em destaque.

No sábado, dia 8, pelas 16h30, mais um momento especial, com o lançamento do livro “O outro lado do obscuro”, a estreia literária de Catarina Lino, uma jovem autora tomarense. A sessão de lançamento da obra, que será apresentada pela professora Graça Quádrio, promete uma viagem a um outro mundo, onde predominam a poesia, a música, o desenho, a fotografia e algumas surpresas…

De seguida estará presente na Feira o escritor e jornalista Tiago Salazar, cuja obra se centra essencialmente nas viagens mesmo quando, em “Hei-de amar-te mais”, se aventura pelas rotas da ficção.

Semear livros e colher autores

Os dois dias derradeiros serão novamente dedicados em especial às crianças e jovens. No domingo, dia 9, pelas 10h30, decorrerá um momento inédito, com a plantação (literal) de um projecto literário para os mais novos, “O pai que semeava palavras”, iniciativa de O Contador de Histórias, integrada no início das comemorações dos 20 anos deste núcleo cultural do concelho.

O mesmo grupo apresenta, às 11h00 da manhã de dia 10 de Junho, a sessão de contos “Lua do Mar”.

Nessa tarde, e bem enquadrado nas comemorações do Dia de Camões, será feito, pelas 17h00, o anúncio dos vencedores do Concurso “Contos na Rua dos Contos”, organizado pela Biblioteca Municipal de Tomar, com a participação de alunos do 1º e 2º ciclo do concelho.

Os trabalhos concorrentes estarão expostos durante a Feira do Livro, sendo todos os visitantes convidados a lê-los e a votarem nos seus favoritos. Esse será o “prémio do público”, mas paralelamente, um júri de reconhecido mérito irá também fazer a sua escolha.

Para além de tudo isto, estará disponível no Pavilhão Municipal de Tomar o melhor da literatura editada em Portugal, a preços compatíveis com a época em que vivemos. É que, no entender da organização, a cargo da Câmara Municipal de Tomar e das Livrarias Nova e Ao Pé das Letras, os livros são um bem essencial.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *