Cultura, Gondomar

Exposição “2 Artistas 40 Anos” em Gondomar

DSC_6405Aurélio Mesquita e Rui Alberto juntam-se, em 2013, para em conjunto assinalarem 40 anos de atividade artística. “2 Artistas 40 Anos” é a designação da exposição de artes plásticas que, entre 25 de maio e 16 de junho, está patente no Auditório Municipal de Gondomar.

A Sala “Júlio Resende” está inteiramente ocupada com uma retrospetiva de trabalhos dos dois artistas gondomarenses. Em dia de inauguração, e com a presença de inúmeros convidados e amigos, Aurélio Mesquita e Rui Alberto fizeram questão de proporcionar, trabalho a trabalho, uma visita guiada pelo percurso de quatro décadas de produção artística.

Fernando Paulo, Vereador do Pelouro da Cultura da Câmara Municipal de Gondomar, caracterizou os dois artistas como “pessoas com um intenso trabalho e, principalmente, sempre com uma total disponibilidade para colaborar”. As referências a Aurélio Mesquita, feitas pelo Vereador camarário, centraram-se em elogios como “criativo, empreendedor, inovador e, também, um artista muito direto e exigente”. Sobre Rui Alberto, Fernando Paulo disse ser “um artista de referência, sinónimo de uma marca de qualidade”.

Aurélio Mesquita disse, na abertura das exposições, que o Auditório Municipal de Gondomar “é o melhor local escolhido para contarmos a nossa história de 40 anos de produção artística”. Por um lado, pelas ligações afetivas mas, ao mesmo tempo, “porque de todos os espaços que conhecemos – e são alguns… – aqui, em Gondomar, recebem-nos sempre de braços abertos”. Rui Alberto, por seu turno, classificou esta exposição como “um retrato de vivências muito soltas e dispersas”.

Os artistas são “retratados”, no texto do catálogo, como tendo personalidades distintas – mas nunca antagónicas – havendo em comum o gesto diário da cor e do risco. Rui Alberto assumiu, ainda no referido texto, o sonho de assinalar este momento da carreira de ambos de forma partilhada. Assumem-se, sempre que possível, “e na medida do nosso saber e capacidade”, como “agentes criativos de uma cultura viva que queremos desafiante e renovadora de ambições”.

O melhor “retrato” da exposição, patente até 16 de junho, será porventura do Vereador do Pelouro da Cultura da Câmara de Gondomar: “Esta mostra irá provocar emoções, espevitar consciências, rasgar silêncios, remoer interrogações e ser, enquanto ato de criação, um sopro de vida”, salientou Fernando Paulo.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *