Gondomar, Sociedade

Peregrinação dos Frágeis em Gondomar

DSC_6313Gondomar foi um dos “palcos” escolhidos para a realização da Peregrinação dos Frágeis, iniciativa promovida pela Pastoral da Saúde da Diocese do Porto. O mesmo evento teve lugar, também, em S. Martinho do Bougado, Espinho e Penafiel. No concelho de Gondomar juntaram-se, no dia 19 de maio, Domingo de Pentecostes, perto de duas mil pessoas no Multiusos.

A Peregrinação dos Frágeis, que se realizou pela quarta vez, foi uma celebração eucarística presidida por D. Manuel Clemente (ainda Bispo do Porto e ontem nomeado Patriarca de Lisboa). Juntaram-se idosos, doentes, deficientes e, naturalmente, muitos fiéis. Esta foi uma cerimónia em que se apelou à solidariedade fraterna e que visava quebrar dinamismos de exclusão e solidão – alertando, ao mesmo tempo, para a necessidade de uma cultura de inclusão e comunhão. Este encontro, realizado no Multiusos Gondomar, contou com uma vasta equipa de voluntários (que, entre outros, integrou médicos, bombeiros, enfermeiros e escuteiros).

D. Manuel Clemente terminou a sua intervenção de forma muito simples, mas significativa: “Por tudo o que por mim fizeram, um muito Obrigado Gondomar!”. O ainda Bispo do Porto, no final do encontro, abordou Valentim Loureiro, Presidente da Câmara Municipal, para lhe transmitir um agradecimento muito especial pelo facto de ser, desde 2012, Cidadão de Honra de Gondomar. Em franca conversa com Valentim Loureiro, D. Manuel Clemente recordou as palavras do Presidente da Câmara quando, já em janeiro de 2012, dizia que “está predestinado para vir a ser o futuro Cardeal Patriarca”.

A salientar que a Câmara Municipal distinguiu D. Manuel Clemente com a Medalha de Honra da Cidade de Gondomar (Grau Ouro) em 26 de janeiro de 2012. O Presidente da Câmara Municipal de Gondomar, Valentim Loureiro, recordou nas breves palavras trocadas, que D. Manuel Clemente “tem o grande poder de me obrigar a pensar (e a com ele dialogar) sobre os problemas dos tempos que vivemos”. Aliás, refira-se, Valentim Loureiro e D. Manuel Clemente “partilham” uma mesma frase/ideologia: “Mais importante do que as palavras, são os atos!”.

D. Manuel Clemente referiu-se a Gondomar como um local onde tem encontrado “coisas magníficas, quer na área social, desportiva ou cultural”, acrescentando que “este é um concelho humanista e humanizador”.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *