Cultura, S. João da Madeira

Chapéus gigantes expostos no espaço envolvente ao Museu da Chapelaria em S. João da Madeira

MuseuFrente1Ao longo deste sábado, 18 de maio, Dia Internacional dos Museus, toda a área exterior do Museu Chapelaria recebe cerca de duas dezenas de chapéus gigantes concebidos pelas associações culturais e desportivas de S. João da Madeira. “Chapéus há muitos… mas este é o nosso!” é o título desta atividade em que cada chapéu apresentado conta uma pequena parte da história da cidade, aquela que se faz precisamente através do movimento associativo sanjoanense.

 

Além de contribuírem para o Dia Internacional dos Museus com a elaboração de chapéus gigantes, diversas associações realizarão atuações ou performances, através das quais vão mostrar as suas competências e valor social e cultural.

 

O programa de 18 de maio no Museu da Chapelaria inclui também, às 16 horas, a inauguração da exposição “Tapeçarias de Portalegre. A Arte Tecida com Obras de Arte”, organizada em parceria com a Manufatura de Tapeçarias de Portalegre. Inserida no ciclo “Memória+Criatividade”, reúne trabalhos emblemáticos desenvolvidos por artistas contemporâneos, Eduardo Nery, Vitor Pomar, António Charrua, Menez ou Tom Phillips.

 

Abrem também ao público na mesma ocasião outras duas exposições: “Toucados e Cerimónias” (acessórios enfeitados com penas, joias ou flores, que são cada vez mais usados pelas “fashionistas” que cultivam a moda retro) e “Chapéu do Mês” (Karenina e Mina são os nomes dos dois chapéus que este mês estarão em evidência no Museu, criados pela jovem designer portuguesa Carolina Cameira).

 

Mas as atividades do Dia Internacional dos Museus no Museu da Chapelaria começam já na véspera (17 de maio), com duas sessões (às 11h00 e as 15h00) da visita encenada “Os Atores Somos Nós”. O objetivo é dar a conhecer alguns dos mais emblemáticos momentos da história da chapelaria em S. João da Madeira, com os próprios visitantes a serem os protagonistas.

 

No dia 17 começa também uma feira de design e artesanato urbano, que se prolongará até 19 de maio, com a participação de duas dezenas de artistas, artesãos e designers, que apresentam assim os seus projetos e produtos criativos. Nesses dias é possível ainda apreciar mais de cinco dezenas de chapéus criados por visitantes do Museu da Chapelaria que participaram em oficinas realizadas neste equipamento cultural de S. João da Madeira.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *