Desporto, Santo Tirso

Rallye “Santo Thyrso conVida”

raliA super-especial noturna (a disputar na sexta-feira, dia 3 de Maio, a partir das 21h30, nas ruas circundantes ao Parque D. Maria II e ao Mosteiro de S. Bento, no centro da cidade de Santo Tirso) marca o arranque (1ª etapa) da edição 2013 do Rallye Santo Thyrso conVida que vai para as estradas municipais nos próximos dias 3 e 4 de Maio.

 

Importa referir que o Rallye Santo Thyrso conVida integra o calendário do Campeonato Regional do Norte (prova extra).

 

No sábado, dia 4 de Maio, o rali recomeça com a 2ª etapa (10h30), prolongando-se até às 15 horas, depois de cumpridas as seguintes seis etapas: Mourinha/Hortal 1 (8,21 kms); S. Miguel/Assunção/Carreira 1 (7,45 kms); Serra 1 (5,08 kms); Mourinha/Hortal 2 (8,21 kms); S. Miguel/Assunção/Carreira 2 (7,45 kms) e Serra 2 (5,08 kms). Neste dia disputam-se seis provas de classificação num total de 41,5 kms de troços todos em asfalto.

 

O parque de assistência (e de abastecimento) volta a ficar instalado no Parque Urbano da Rabada, local aprazível e onde não faltará espaço para que as verificações técnicas dos carros se façam com rapidez e eficiência.

 

O rali foi apresentado em conferência de imprensa realizada esta manhã, dia 16 de abril, no salão nobre da Câmara Municipal de Santo Tirso, na presença de Castro Fernandes, o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso (a principal entidade patrocinadora do evento), de Carlos Cruz, o representante da Demoporto (Clube de Desportos Motorizados do Porto que organiza o rali) e de Armindo Araújo, o piloto de Santo Tirso e ex-campeão mundial de produção (desde a primeira hora o embaixador do rali).

 

As forças de segurança – PSP, GNR e Polícia Municipal, os Bombeiros do Concelho de Santo Tirso e vários Autarcas também marcaram presença nesta cerimónia de apresentação da edição 2013 do Rallye Santo Thyrso conVida.

 

O Presidente da Câmara, Castro Fernandes, começou por agradecer publicamente ao ex-bicampeão mundial Armindo Araújo a sua presença na apresentação do evento, já que relevou, o “Armindo sempre foi a alma deste rali e sempre se mostrou disponível para o apoiar”, numa prova evidente de que continua a ter “uma grande consideração pela sua terra”.

 

Depois, o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso fez saber que, depois de ponderar devidamente os prós e os contra da realização do evento, face aos tempos difíceis que atravessamos, “decidiu dar continuidade à realização do rali”, não só porque a comunidade local, sobretudo jovem, “continua a reclamar com insistência o seu rali”, mas também porque o evento “chama muitos visitantes ao nosso concelho” de que resulta, acrescentou, “um forte impacto na nossa economia local, designadamente nas áreas do comércio e restauração”.

 

Castro Fernandes foi ainda categórico quando afirmou: “o facto de termos reduzido o nosso apoio ao rali não significa que deixamos de nos preocupar com as questões de segurança”. Pelo contrário, reiterou, “o rali foi muito bem estudado e devidamente testado pelas forças de segurança”. “Haverá, segurança máxima”, concluiu.

 

Armindo Araújo, voltou a anunciar que “é sempre uma honra estar em Santo Tirso” e voltar a estar ligado ao rali, não já como piloto mas como “embaixador da prova”, manifestando o desejo de ver o “Rallye Santo Tirso conVida” transformar-se numa “prova de referência no desporto automóvel nacional”.

 

Por sua vez, Carlos Cruz prometeu um Rali sem “grandes mudanças ao nível dos troços a disputar”, prometendo, independentemente das fortes restrições financeiras, “um rali mais espetacular, mas também mais seguro”.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *