Cultura, Torres Vedras

Torres Vedras vai ser durante cinco dias “A Cidade dos Livros”

De 18 a 23 de abril, Torres Vedras vai ser “A Cidade dos Livros”.

A gravitar em torno do conceito de viagens, e apropriando-se de diversos espaços públicos, a iniciativa pretende reunir escritores, livreiros, alunos, professores e demais cidadãos que comungam do interesse pelos livros.

O programa da mesma estende-se por cinco dias, ao longo dos quais se procurará criar contextos que promovam a miscigenação de ideias, pensamentos, mundivisões, experiências e narrativas, abrigadas concetualmente sob a égide das “viagens”.

Vão ser muitas e de qualidade as propostas que a Câmara Municipal de Torres Vedras vai proporcionar por meio da iniciativa “Torres Vedras, A Cidade dos Livros”.

A mesma começará com uma conversa sobre o livro Terra de neve (dinamizada no âmbito da comunidade de leitores da Biblioteca Municipal de Torres Vedras).

As sessões de contos serão um dos pratos fortes do evento: haverá sessões destinadas ao público sénior (com Marta Machado, que recriará os serões de outrora em volta de uma fogueira), a famílias (com Elsa Serra) e a adultos (com Clara Haddad, que no âmbito da 5.ª edição do encontro de contadores de histórias Abraço de Contos apresentará narrativas de origens diversas da tradição oral do mundo).

Haverá também declamações de poemas para alunos do 1.º ciclo do ensino básico a partir das obras Sono Soninho, Animais e Animalices. Alunos igualmente deste nível de ensino apresentarão um trabalho de pesquisa sobre a temática do chá. E para alunos do 2.º ciclo do ensino básico será apresentada uma performance que pretende retratar os medos lavados no rio e a respetiva transformação em palavras/gestos de apaziguamento, bem como uma dramatização com base no mito de Pandora.

Ainda no mesmo dia destas últimas ações terá lugar um Encontro com a escritora Vânia Martins que apresentará o livro O Trampolim da Chuva.

O ponto alto da iniciativa Torres Vedras, A Cidade dos Livros será o Encontro Viajar as Viagens, por meio do qual se abordará vários tipos de viagens (viagens no tempo, viagens no espaço, viagens no imaginário…).

Fica o convite para vir a Torres Vedras viajar no “mundo dos livros”.

O programa do evento é o seguinte:

 

 

 

 

 

18 de abril

 

 

 

Quintas com Livros – Comunidade de leitores da Biblioteca Municipal de Torres Vedras

 

Livro em debate: Terra de neve, de Yasunari Kawabata

 

Local: Sala multimédia da Biblioteca Municipal de Torres Vedras

Horário: 19h

Público-alvo: Adultos

 

 

 

 

 

19 e 20 de abril

 

 

Encontro “Viajar as Viagens”

Viajar as viagens, quer as que realmente aconteceram, quer as que se conhecem dos livros porque foram “realmente” inventadas.

A humanidade é feita de incansáveis caminhantes, primeiro enquanto nómadas, depois fanatizando a paisagem a caminho da terra santa, ora cruzados ora peregrinos, mais tarde diplomatas, missionários, conquistadores e, mais tarde ainda, turistas (palavra chamada ao vocabulário por Stendhal).

Ainda hoje este tema tão recorrente nos livros continua a fascinar, e os heróis representativos dessa cultura de viagem e aventura mantêm o seu fascínio: de Maria e José, cujo relato da viagem vem na Bíblia, à Polegarzinha ou a Gulliver, de Marco Polo ou Vasco da Gama ao coronel Munro de Júlio Verne, de Doroteia, a menina que foi a Oz, a Armstrong o Homem que chegou á Lua…. Todos representam o fulgor da nossa curiosidade, criatividade e intemporalidade.

Neste encontro vai-se falar de viagens, de viagens no tempo, de viagens no espaço e de viagens no imaginário. Grandes e pequenos, aprendizes e professores, viajantes e gente que sentada ou deitada no quarto percorre o caminho dos livros, todos vão “VIAJAR AS VIAGENS”.

Local: Auditório do Edifício dos Paços do Concelho de Torres Vedras

Destinatários: “Graúdos” (Educadores, professores, outros profissionais de ensino, investigadores, escritores, leitores, livreiros, público em geral) e “Miúdos” (alunos envolvidos nos projetos)

 

Programa:

Datas/Horas Atividades/Intervenientes
Dia 19 Alunos e professores de escolas do concelho de Torres Vedras dão resposta aos vários desafios lançados pela Fábrica das Histórias – Casa Jaime Umbelino, apresentando o resultado dos seus trabalhos no âmbito da “viagem” ao mundo dos livros e da cultura.

 

9h30 Abertura – Ana Meireles – Fábrica das Histórias – Casa Jaime Umbelino 
10h “Uma Biblioteca de Vidro” – Maria de Jesus Cardoso – Agrupamento de Escolas Padre Vítor Melícias
10h30 “Uma Biblioteca de Vidro” – Ana Júlia Aniceto e Joana Rodrigues – Agrupamento de Escolas de São Gonçalo
11h15 “Uma Alice Diferente”- Raquel Pedroso e Marta Rodrigues – Agrupamento de Escolas de São Gonçalo
14h “Uma Biblioteca de Vidro” – Ana Cláudio – Agrupamento de Escolas Padre Vítor Melícias
14h30 “Viajar na Identidade”- Benedita Freitas – Escola Secundária de Henriques Nogueira
15h “Uma Viagem ao País de Alice”- Ana Sarzedas – Escola Básica 2,3 Afonso Rodrigues Pereira
15h30 “Nascer, Viver e Viajar”- Teresa Nunes – Escola Secundária de Henriques Nogueira
15h45 “O que importa é partir, não é chegar” – Sandra Ferreira – Escola Secundária de Henriques Nogueira
16h30 “A Viagem enquanto Caminho do Conhecimento”- Noémia Santos – Escola Secundária de Henriques Nogueira
17h “Viagem à volta do meu quarto ou de como fazer viagens sentado com um livro no colo” – Luís Filipe Cristóvão – EscritorNa sua imensa generosidade os livros oferecem sempre a agradável ilusão de se viajar, seja através de um pequeno quarto, seja por imensas estepes e pradarias.

Tal como a maioria dos amores, o amor pelas viagens através dos livros também se aprende, ninguém o sabe por instinto.

Como se faz essa aprendizagem? O que leva um adolescente a sonhar com os lugares dos livros em vez de partir em explorações heróicas?

 

Datas/Horas Atividades/Intervenientes
Dia 20
9h AberturaVereadora Ana Umbelino – Câmara Municipal de Torres Vedras
Painel 19h30 – “A Viagem no Tempo” Moderador: Eduardo Frutuoso – Professor da Escola Secundária de Henriques Nogueira“Peregrinos e Cruzados” – João Inglês Fontes – Instituto de Estudos Medievais, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa

Dos viajantes, que um século depois da morte de Cristo iam até Jerusalém como penitência ou simplesmente para pisarem a terra santa, aos grupos organizados, que a partir do século X não só caminhavam até a esse longínquo lugar como iam descobrindo outros lugares de peregrinação mais perto de casa, como Santiago de Compostela e Roma, vai-se falar de “homens e mulheres, laicos e clérigos, nobres e plebeus” em peregrinação terrena na esperança de merecerem um acolhimento mais caloroso no céu.

 

“Os olhos dos Viajantes – uma outra perspetiva do Olhar” – Carlos Guardado – Arquivo Municipal da Câmara Municipal de Torres Vedras e Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa

A imagem, um tanto negativa, que os viajantes pelo reino lusitano davam à estampa ou em conversas, é comum. De facto, apesar da fortuna em ouro, os portugueses permaneciam atados e tinham comportamentos atrasados porque a monarquia estava empobrecida pelas suas próprias riquezas. Era um povo atulhado em religiosidade, uma nação de costumes que nos faziam parecer bárbaros. As cidades estavam povoadas por um conjunto arquitetónico dececionante e monótono, e os nobres demonstravam gosto pelo faustoso em simultâneo com uma enorme falta de cultura. Carlos Guardado fará assim uma passagem pelo olhar de quem um dia nos visitou e nos viu como um lugar lamacento e triste, ora molhado pelas invernias ora seco pelas terríveis estiagens.

Painel 2 

11h30 – “Passeio pelos bosques da ficção – viagem dos nossos heróis de infância”

Moderadora – Ana Meireles – Fábrica das Histórias – Casa Jaime UmbelinoA Marca Amarela – Venerando Matos – Escola Secundária de Henriques Nogueira

Moby Dick – Moedas Duarte – Associação do Património de Torres Vedras

Robison Crusoe – Noémia Santos – Escola Secundária de Henriques Nogueira

Como são os bosques da ficção? Que caminhos têm por entre as suas árvores e arbustos? Quem os percorre? Como?

Estas são “conversas” de quem não esquece os lugares dos livros, aos quais têm vontade de voltar vezes infinitas, enfim, conversas entre confessos amantes desses lugares, que se sabem ser “reais” porque se reconhecem como realmente inventados, e nos quais se acredita muito sinceramente, baseando-se na competência que têm todos os amantes dos livros e da leitura, que é a de fazerem da invenção uma verdade.

 

Painel 3

12h15 – “A Viagem no Imaginário”

 

 

Apresentadora: Noémia Santos – Escola Secundária de Henriques Nogueira

Rui Cardoso Martins – Escritor

Escritor, jornalista e argumentista português, obteve dois prémios de jornalismo e cobriu, entre outros acontecimentos, o cerco de Saravejo e Mostar, na Guerra da Bósnia, e as primeiras eleições livres na África do Sul.

O seu primeiro livro, “E Se Eu Gostasse Muito de Morrer”, saiu em 2006, tem tido várias edições e foi também publicado em Espanha e Hungria.

O seu segundo livro, “Deixem passar o homem invisível”, foi premiado com o Grande Prémio de Romance e Novela, da Associação Portuguesa de Escritores/Direcção-Geral do Livro e das Bibliotecas.

No seu último Romance “Se fosse fácil era para os outros” fala-se de uma viagem através dos Estados Unidos da América.

 

 

 

20 de abril

 

 

 

Sessão de contos com a contadora Elsa Serra

 

Local: Livraria Bertrand

Horário: 19h30

Destinatários: Famílias

Colaboração: BE/CRE da Escola EB 2/3 de Campelos

 

 

 

 

 

 

23 de abril

 

 

 

“Tanto para contar…”

 

Em roda criar-se-á um momento de aconchego e harmonia, como outrora nos serões de histórias contadas à volta da fogueira, depois de um dia árduo de trabalho.

 

As histórias chegarão numa caixa e, por entre as ranhuras da tampa de madeira, saltarão à vista dos mais curiosos as lombadas dos livros, com os títulos das histórias gravados a tinta dourada. Abrir-se-á a caixa, escolher-se-á uma história e o contador criará, recriará, viverá, encenará, apropriar-se-á das personagens e das histórias.

 

Conceção: Marta Machado (Área Sénior da Câmara Municipal de Torres Vedras)

 

Locais/Horários:

Livraria Gráfica Torriana, pelas 10h

Livraria Bertrand, pelas 11h30

Livraria União (V), pelas 14h

Livraria Livrododia, pelas 16h

 

Destinatários: Seniores do concelho de Torres Vedras

N.º de participantes: 15 (por sessão)

Duração: 40m

 

Inscrições: rutesilva@cm-tvedras.pt / Tlf.: 261 320 773

 

 

 

 

 

“Uma manhã de sonho”

 

Atividade de leitura de poemas da obra Sono Soninho, de José Jorge Letria, por alunos da Turma C, do 1.º ano de escolaridade da Escola Básica do 1.º Ciclo e Jardim de Infância da Conquinha.

 

Conceção – Maria Alexandra Bernardo e Margarida Lobo – Escola Básica do 1.º Ciclo e Jardim de Infância da Conquinha

 

 

Local: Livraria Livrododia

Horário: 10h30

Público-Alvo: Pais/alunos

 

 

 

 

 

“Animais e Animalices”

 

Declamação de poesias musicadas a partir da leitura das seguintes obras: Animais de José Fanha e Animalices de João Manuel Ribeiro.

 

Conceção: Natércia Rocha – Escola Básica Integrada Padre Vítor Melícias

 

 

Local: Livraria União (V)

Horário: 10h30

Duração: 30 m

Destinatários: alunos do 1º ciclo do ensino básico

Nº de participantes: 1 turma

 

 

 

 

 

“Chá com letras”

 

Apresentação de um trabalho de pesquisa sobre a temática do chá que pretende levar numa viagem pelas tradições do chá, e pela “Chabedoria” popular relacionada com o chá.

A atividade será realizada pelos alunos do 1.º ciclo do ensino básico da Escola Básica Integrada Padre Vítor Melícias.

 

Conceção: Escola Básica Integrada Padre Vítor Melícias

 

 

Local: Livraria Gráfica Torriana

Horário: 14h30

Duração: 30 m

Publico Alvo: alunos do 1.º ano de escolaridade

Nº de participantes: 1 turma

 

 

 

 

 

 

“Os Contadores de Histórias levam o rio…” e “O mito de Pandora”

 

Performance que pretende retratar os medos lavados no rio e a respetiva transformação em palavras/gestos de apaziguamento, e apresentação de uma dramatização com base no mito de Pandora.

 

Conceção: Ana Cláudio e Rosário Patrício – Escola Básica 2/3 Padre Vítor Melícias

Local: Livraria Livrododia

Horário: 14h30

Duração: 30 m

Destinatários: Alunos do 2.º ciclo do ensino básico

 

 

 

 

Encontro com a escritora Vânia Martins

Apresentação do livro “O Trampolim da Chuva”

 

Dez formigas, cada uma com as suas virtudes, veem-se confrontadas com um problema comum: o incómodo da chuva. Mas em conjunto, e recorrendo aos poderes da união e da amizade, vão procurar encontrar uma solução. Será que a formiga número seis, que usava uma coroa do tempo dos reis, será eficaz na resolução do problema?

 

 

Local: Livraria Bertrand

Horário: 14h

Destinatários: alunos do ensino pré-escolar

 

 

 

 

 

V Abraço de Contos: Encontro de contadores de histórias

 

Sessão de Contos com a contadora Clara Haddad

“À sombra de um Baobá”

 

Uma noite de contos onde a narradora Clara Haddad conduzirá uma viagem e apresentará histórias de origens diversas da tradição oral do mundo. Contos divertidos, contos de medo, contos de amor, contos para fazer sonhar à sombra de Baobá.

 

Diz um velho ditado africano “os contos não servem só para fazem adormecer as crianças, servem para despertar a mente dos adultos”.

 

Organização: Biblioteca Municipal de Torres Vedras

Horário: 21h30

Local: Fábrica das Histórias – Casa Jaime Umbelino

Destinatários: Publico Adulto (a partir dos 16 anos)

 

 

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *