Palmela, Turismo

Milhares de visitantes rendidos aos sabores locais de Palmela

A freguesia de Quinta do Anjo, no concelho de Palmela, viveu, entre 5 e 7 de abril, a 19ª edição do Festival Queijo, Pão e Vinho, numa iniciativa da ARCOLSA – Associação Regional de Criadores de Ovinos Leiteiros da Serra da Arrábida, com a Câmara Municipal de Palmela. Ao longo do fim-de-semana, cerca de 16 mil visitantes aceitaram o convite e transformaram esta edição do certame num grande sucesso, quer ao nível de presenças, quer ao nível de promoção e vendas para a cerca de meia centena de empresas participantes, consolidando a sua notoriedade como um dos principais certames de promoção de produtos locais e do turismo da região.

O Vereador Luís Miguel Calha, responsável pelas áreas do Turismo e Atividades Económicas, revela que «o número de visitantes superou as melhores expetativas, no contexto de grave crise que o País atravessa, verificando-se um crescimento de quatro mil visitantes em relação à edição de 2012.» Para o Vereador, «o êxito da aposta reforçada nestes últimos anos, numa estratégia de desenvolvimento do turismo, com exíguos recursos mas com cada vez mais parcerias, está também traduzido nestes excelentes resultados», sublinhando que «Palmela é um concelho que está na moda – somos cada vez mais reconhecidos pelos nossos magníficos produtos locais, pela dinâmica dos nossos produtores, e um exemplo do trabalho em parceria que a Câmara Municipal tem promovido e aprofundado.»

A qualidade dos produtos disponíveis – o Queijo de Azeitão DOP e demais queijos de ovelha, o pão e os vinhos da região, mas também a gastronomia, a doçaria tradicional, o mel e a fruta – e as muitas propostas de animação para toda a família, em contacto direto com o mundo rural e em pleno coração da Arrábida, candidata a Património Mundial, conquistaram os visitantes do certame.

 

Programa variado valorizou identidade cultural da região

 

O retomar da tradicional Bênção dos Rebanhos, junto à capela de S. Gonçalo, no sábado de manhã, foi um dos momentos mais simbólicos do Festival. É de sublinhar, também, o grande envolvimento por parte do movimento associativo local, que animou o programa com espetáculos e workshops, e do Centro Social de Quinta do Anjo, que dinamizou o espaço infantil instalado no Museu do Ovelheiro. São de destacar, ainda, os Show Cookings com alguns dos melhores Chefs nacionais, que utilizaram os produtos locais para a elaboração de ementas inovadoras, harmonizadas com os vinhos das adegas da região. Laboratórios do Gosto com provas comentadas de vinhos e Queijo de Azeitão, animação musical, workshops de dança e espetáculos, passeios pedestres, em BTT e a cavalo, espetáculos equestres e aulas de equitação, demonstrações caninas e de tosquia e as afamadas corridas de ovelhas no “Ovinódromo” foram mais algumas das atividades realizadas, no âmbito do Festival.

O Festival Queijo, Pão e Vinho e os primeiros Fins-de-Semana Gastronómicos do ano, dedicados ao Queijo de Ovelha (em curso) integram a campanha turística “Palmela Conquista”, que continua a apostar na promoção das potencialidades turísticas da região. Com o Palmela Tourist Card, os visitantes puderam usufruir, já, de várias ofertas e descontos exclusivos, quer no certame, quer nas refeições nos restaurantes aderentes e nas várias atividades do programa complementar de animação.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

1 comentário

  1. Os sabores foram locais, porque o recinto da Arcolsa é nos limites do concelho de Palmela, senão vejamos:

    Queijo de Azeitão, apesar da maioria dos produtores fisicamente estarem sediados no Concelho de Palmela, o nome e o conceito são realmente de Azeitão (Setúbal)

    Doçaria diversa, mas a mais conhecida, Tortas de Azeitão, Queijinhos, Esses, Delícias, etc. são de Azeitão (Setúbal)

    Em termos de vinhos realmente a quantidade de produtores e já com um grau de qualidade bastante notória são de Palmela, mas continuam a ser bastante mais notórias as marcas, Jose Maria da Fonseca e Bacalhôa, mais uma vez Azeitão (Setúbal).

    O que acho e dou o respectivo mérito á CMPalmela é que esta investe na projecção dos Produtos e Produtores e em sentido negativo a CMSetúbal + Junta de Freguesia de São Lourenço e São Simão, ficam a ver passar as designações para outro Município.

    Finalmente desde que o apreciador encontre algo, mais vale desviado do que transviado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *