Sociedade, Torres Vedras

Câmara Municipal de Torres Vedras e grupo “Lusófona” assinaram protocolo para a criação de um “laboratório de pesquisa permanente” da Rota Histórica das Linhas de Torres Vedras

sessão de protocolo com a LusófonaUm “laboratório de pesquisa permanente” da Rota Histórica das Linhas de Torres Vedras está a começar a ser concretizado.

 

Para esse efeito foi assinado um protocolo de cooperação técnica e científica entre a Câmara Municipal de Torres Vedras e a COFAC – Cooperativa de Formação e Animação Cultural (do grupo “Lusófona”).

No dia 14 de março, no decorrer da XIII Oficina de História, que teve lugar na Universidade Lusófona, a Vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Torres Vedras, Ana Umbelino, levou a cabo uma apresentação explicativa daquele protocolo.

O intercâmbio e a cooperação previstos no documento “concretizam-se através do apoio especializado da COFAC consistindo na elaboração de trabalhos, estudos, orientação de projetos de investigação e estágios curriculares, e na disponibilização de meios técnicos”.

 

Segundo ainda refere o protocolo, a concretização do mesmo relaciona-se com o facto de ser missão da Câmara Municipal de Torres Vedras “promover uma gestão integrada de recuperação e valorização do conjunto patrimonial das denominadas Linhas de Torres Vedras”, transformando-o “num polo de desenvolvimento endógeno” e promovendo-o e divulgando-o “para fruição pública integrando-o na oferta turística do pais e contribuindo para a sua diversificação como destino através de um produto turístico com forte procura na Europa”.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *