Santa Comba Dão, Sociedade

Promoção de emprego no Salão Nobre da Câmara Municipal de Santa Comba Dão

Promocao_Emprego 001No passado dia 13 de Março, Quarta-feira, o Salão Nobre da Câmara Municipal de Santa Comba Dão foi o espaço escolhido pela equipa do Centro de Emprego Dão Lafões para a apresentação das novas medidas de incentivo à promoção de emprego destinadas, sobretudo, às autarquias e entidades públicas e privadas sem fins lucrativos do concelho.

 

A sessão, que contou com as presenças de Fernando Cruz, Vereador da Câmara Municipal de Santa Comba Dão e responsável pela àrea da Protecção Civil do concelho, de Adília Farinha, Directora do Centro de Emprego Dão Lafões, de representantes de Juntas de Freguesia e entidades públicas e privadas sem fins lucrativos, realizou-se pelas 15 horas com o objectivo de dar a conhecer aos presentes as medidas Passaporte Emprego, Passaporte Emprego Economia e o Programa Património Activo.

 

Em todas elas foram referidas as condições de elegibilidade de autarquias locais e entidades que se podem candidatar, bem como o enquadramento das mesmas, restrições e impedimentos e medidas de financiamento e / ou comparticipação do Instituto de Emprego e Formação Profissional.

 

No que se refere às medidas Passaporte Emprego e Passaporte Emprego Economia, estas destinam-se a jovens entre os 18 e os 25 anos inscritos nos centros de emprego e centros de emprego e formação profissional como desempregados.

 

Estas duas medidas constituem Estágios Profissionais que têm como principais objectivos complementar e desenvolver as competências dos jovens de forma a melhorar o seu perfil de empregabilidade e apoiar a transição entre o sistema de qualificações e o mercado de trabalho e promover o conhecimento sobre novas formações e competências junto dos potenciais empregadores e a criação de emprego em novas àreas.

 

Já no que diz respeito ao Programa Património Activo, enquadrado na Portaria nº 33 / 2013 de 29 de Janeiro, a apresentação do Centro de Emprego de Tondela incidiu na referência e explicação das principais componentes da Medida CEI – Património destinada a desempregados subsidiados, desempregados beneficiários do Rendimento Social de Inserção (RSI) e outros desempregados inscritos nos centros de emprego há pelo menos quatro anos consecutivos sendo que, cada entidade pode candidatar um número máximo de vinte beneficiários.

 

Esta medida, de abrangência nacional, apresenta como objectivos principais a conservação e manutenção do património natural, cultural e edificado em diversas àreas de actividade como, por exemplo, a requalificação urbana, animação cultural e turística, gastronomia, cerâmica ou jardinagem, o que exige a realização de formação em contexto de trabalho ou com recurso à rede de centros de formação do IEFP.

 

As candidaturas a estas medidas devem ser submetidas, obrigatoriamente, pelas entidades através do portal Net Emprego.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *