Oliveira de Azeméis, Sociedade

Embaixada de Ul, Oliveira de Azeméis visita aldeias típicas no Norte de Portugal

IMG_0316A aldeia de Quintandona (Penafiel) e a aldeia de Pontido (Fafe) são “dois exemplos” de como se deve preservar o espaço rural, defende a coordenadora da Associação para o Desenvolvimento Rural Integrado das Terras de Santa Maria (ADRITEM), Teresa Pouzada.

A estrutura promoveu uma visita precisamente aquelas duas aldeias típicas do Norte de Portugal, contactando “projectos emblemáticos” e boas práticas que podem ser aplicadas na freguesia de Ul (Oliveira de Azeméis), classificada como Aldeia de Portugal.

“Estas aldeias têm correspondência ao potencial que apresenta Ul, pela dinâmica associativa ligada à intervenção do património edificado – no caso de Quintandona – e pela conversão em empreendimento turístico de sucesso, associado às pequenas infra-estruturas turísticas ao longo do rio, em Pontido”, explica Teresa Pouzada.

A aldeia de Quintandona – localizada na freguesia de Lagares – apresenta grandes potencialidades de desenvolvimento turístico, efeito da implementação de um plano de intervenção que a preservou, apoiado pelo quadro comunitário anterior. Hoje, destaca-se pela sua dinâmica cultural, sendo organizados espectáculos semanais e um grande evento anual (“A Festa do Caldo”), que atrai milhares de forasteiros.

A aldeia de Pontido, distribuída pelas margens do rio Vizela, esteve quase desabitada e beneficiou de um processo de reconstrução, seguido com todo o respeito pela traça original e pelos materiais tradicionalmente utilizados nas aldeias rurais do Minho. Ali se ergueu um empreendimento turístico, onde para além de alojamento, tem um restaurante, centro interpretativo, moinhos e museu, resultante apenas de investimento privado.

O presidente da Junta de Freguesia de Ul, Hugo Pereira, que ambiciona tornar a sua localidade “ainda mais atractiva”, liderou a delegação de Ul que visitou as duas aldeias.

“Estas iniciativas são, sem dúvida, muito importantes para conhecermos a realidade de casos de sucesso, surgindo até como inspiração para os diferentes projectos que temos para a nossa terra”, salienta.

“Queremos sensibilizar as pessoas a estarem disponíveis para colaborar nos nossos projectos. A envolvência tem sido fantástica e todos juntos vamos surpreender no futuro”, acrescenta.

A visita a Penafiel e Fafe – dinamizada pela Associação para o Desenvolvimento Rural Integrado das Terras de Santa Maria (ADRITEM), que contou com a colaboração do município de Oliveira de Azeméis – reuniu cerca de 60 participantes ligados ao Grupo Folclórico “As Padeirinhas de Ul”, Rancho Folclórico “Cravos e Rosas” de Santa Maria de Ul, Associação da Freguesia de Ul (AFUL), Associação de Produtores de Pão de Ul (APPUL), grupo vicentino e à Escola EB1 do Pinheiral.

Tratou-se de uma iniciativa enquadrada no plano de dinamização da Aldeia de Ul dinamizado pela ADRITEM, que está  a ser gizado em conjunto com o município, a junta de freguesia e as diferentes colectividades.

Resultante de uma candidatura por parte da Junta de Freguesia, da Câmara de Oliveira de Azeméis e da ADRITEM, a classificação de Ul como Aldeia de Portugal abrange os lugares do Avelão, Crasto e Salgueirinha, onde se insere o Parque Temático Molinológico local.

 

 

 

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *