Cultura, Estremoz

Museu Municipal de Estremoz vai ter um novo logotipo

image002O Museu Municipal de Estremoz Prof. Joaquim Vermelho passou a ter, a partir de 16 de março, um novo logotipo como imagem institucional, substituindo o atualmente existente.

O antigo logotipo, um tremoceiro preto, pretendia representar este mesmo espaço como um Museu de cidade, que ia para além da etnografia local e regional, razão pela qual possuía, nos anos 80 do século passado, exposições permanentes de Arte Sacra, Armas de Fogo e Brancas, bem como de Arqueologia.

A partir dos anos 90 a realidade tem vindo a mudar, passando o leitmotiv do Museu a ser as tradições artesanais locais e regionais.

É assumida totalmente esta nova realidade e o foco norteador de trabalho são as especificidades artísticas locais, ou seja, as cerâmicas de Estremoz, principalmente os Bonecos.

Assim, o novo logotipo, que foi elaborado pelo Gabinete de Comunicação, Eventos e Desenvolvimento Turístico da Câmara Municipal de Estremoz, visa fazer a ligação da imagem institucional à principal e mais representativa coleção do Museu Municipal, a dos Bonecos de Estremoz, a qual é a grande aposta para o desenvolvimento de trabalho específico em termos de estudo, apresentação, conservação, salvaguarda, preservação e promoção artística e de intérpretes.

É frequente, dentro e fora do concelho, associar o Museu de Estremoz à especificidade cultural endógena e identitária que são os seus Bonecos. Faltava, no entanto, fazer a ligação da imagem institucional a esta mesma representatividade, situação que fica agora resolvida.

Escolheu-se como desenho do logotipo uma estilização colorida do Arco da “Primavera”, sem dúvida a peça mais conhecida da barrística local e que, de imediato, se associa à tradição estremocense.

Para além do Museu Municipal, também outros equipamentos culturais, desportivos e recreativos municipais passarão a ter um logotipo, como é o caso do Teatro Bernardim Ribeiro, do Parque Desportivo Municipal, do Posto de Turismo e do Parque de Feiras e Exposições.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *