Sociedade, Vila Franca do Campo

Câmara Municipal de Vila Franca do Campo vai construir Casa Mortuária em Ponta Garça e a Capela da Luz Eterna vai ser espaço multifunções

A fim de ultrapassar o impasse que se verifica há anos na obra da Capela da Luz Eterna, em Ponta Garça, o Presidente da Câmara Municipal de Vila Franca do Campo convocou uma reunião com o Conselho Económico da Fábrica da Igreja de Ponta Garça, com o Reverendo Padre Jason Gouveia e com o Arquiteto Bernardo Rodrigues, autor do projeto da Capela.

Na reunião, o Presidente António Cordeiro informou os presentes das diligências que desenvolveu, logo após ter iniciado o seu mandato, no sentido de resolver o problema herdado da anterior vereação, diligências essas que sumariou, concluindo que, segundo a avaliação de técnicos especializados, seriam necessários cerca de 500 mil euros para concluir a obra.

Perante a verba apontada e dada a debilitada situação financeira do município, e porque, na sua opinião, se impõe dotar a freguesia de Ponta Garça com uma Casa Mortuária, que corresponda com dignidade e eficiência às necessidades da população, a Câmara Municipal deliberou construir uma outra estrutura funcional, cujo projeto já foi aprovado e submetido a concurso para a adjudicação, faltando apenas assinar o termo.

Assim, com a Casa Mortuária prestes a começar a ser construída, impunha-se encontrar uma solução para a atual estrutura inacabada e, considerando que está implantada em terreno da Igreja, e não municipal, o Presidente da Câmara procurou sensibilizar o Governo Regional para se encontrar uma solução.

Ouvidas as entidades presentes na reunião, concluiu-se em consenso, que:

 

  • O atual Presidente do Governo dos Açores comentou com o Presidente da Câmara ser sensível à situação de se encontrar uma solução para a conclusão da obra da estrutura existente, visto tratar-se de um projeto de arquitetura de manifesta qualidade;
  • Há abertura da parte do Arqº Bernardo Rodrigues para a reformulação dos acabamentos da obra, com vista a uma solução mais em conta e consentânea com outras funcionalidades;
  • O Conselho Económico da Fábrica da Igreja de Ponta Garça manifestou interesse em manter a Capela da Luz Eterna com a mesma designação mas outras funcionalidades, aventando-se a sua utilização pela paróquia como um espaço multifunções (como por exemplo para exposições, sala de formação, sala multimédia, arquivo, etc, para além de atos litúrgicos);
  • A Câmara Municipal vai dar continuidade à construção da Casa Mortuária noutro local, já determinado, para, com celeridade, dotar a freguesia duma estrutura simples, digna e funcional, que corresponda aos requisitos necessários.

O Presidente da Câmara Municipal de Vila Franca do Campo considera, assim, estar encontrada a solução que vai ao encontro de todas as vontades, manifestando a sua satisfação por se ter conseguido, consensualmente, defender os interesses da freguesia de Ponta Garça.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *