Educação, Oliveira de Azeméis

Centro de Línguas de Oliveira de Azeméis quer prestar serviços a empresas exportadoras

exportCom o objetivo de prestar serviços a empresas exportadoras, o Centro de Línguas de Oliveira de Azeméis (CLOA) vai solicitar junto do Ministério da Educação a sua certificação, abrindo caminho ao alargamento da sua oferta educativa e responder à vocação exportadora do município, que é o 7º no total da Região Norte mais exportador para a União Europeia.

A direção da instituição de ensino, apoiada pela autarquia, está a preparar a candidatura a apresentar à tutela que, a ser aprovada, permitirá oferecer cursos de línguas a empresas e a associações. O Centro de Línguas de Oliveira de Azeméis deu já formação a mais de 15 mil alunos em inglês, francês e alemão. Apesar da crise, nos últimos quatro anos o número de estudantes aumentou de 375, no ano letivo 2009/2010, para os atuais 410 alunos.

“A certificação do Centro de Línguas é um passo muito importante para se introduzir o ensino das línguas nas empresas, sendo uma mais-valia para o tecido empresarial do concelho tendo em atenção a sua forte vocação exportadora e o contacto direto com outros mercados”, afirma o presidente da autarquia, Hermínio Loureiro.

“Pretendemos que este seja um objetivo (a certificação) a concretizar com a maior brevidade”, afirmam os responsáveis do CLOA que desde o ano letivo 2012/2013 é liderado por uma nova direção.

O município vai assinar um protocolo de cooperação com o Centro de Línguas destinado a apoiar o desenvolvimento das atividades e projetos da instituição, criada em 1966 sob a designação inicial de Instituto de Francês.

O protocolo foi aprovado na última assembleia municipal e prevê financiamento para a regular atividade para além de apoio logístico, técnico e administrativo.

Também aprovadas, em assembleia geral, foram as contas do ano 2012 que apontam para um equilíbrio financeiro que a nova direção quer manter no futuro.

O objetivo dos dirigentes para este ano passa por alargar as atividades, modernizar os serviços prestados, inovar e dinamizar. A nova direção perspetiva “um futuro inovador e empreendedor” no qual serão criadas, internamente, novas ofertas educativas procurando aumentar a elevada qualidade e o rigor que caraterizam o Centro de Línguas.

Para concretizar a sua missão, o CLOA dispõe de um orçamento de 262 mil euros, “elaborado com todo o realismo possível”, onde se enquadra, também, a vertente de medicina, higiene e segurança no trabalho.

“Em 2013 manter-se-á a diversidade da oferta educativa, centrada numa cultura de diversidade, flexibilidade e adaptação às exigências do mercado”, lê-se no relatório do orçamento para 2013 elaborado pela Vereadora Dr.ª Gracinda Leal, a principal responsável da instituição.

Nesse sentido, o objetivo dos dirigentes para este ano passa por alargar as atividades, modernizar os serviços prestados, inovar e dinamizar. A nova direção perspetiva “um futuro inovador e empreendedor” no qual serão criadas, internamente, novas ofertas educativas, procurando aumentar a elevada qualidade e o rigor que caraterizam o Centro de Línguas.

No ano letivo 2011/2012, o CLOA avançou com novos serviços que quer manter e alargar este ano: cursos de verão, cursos intensivos, aulas particulares, traduções, bem como o curso de língua gestual.

Oliveira de Azeméis é o 2.º concelho da região do Entre Douro e Vouga e o 7º no total da Região Norte (86 concelhos) mais exportador para a União Europeia, mobilizando neste domínio mais de 150 empresas e mais de 500 milhões de euros. Os principais destinos das Expedições de Oliveira de Azeméis são, respetivamente, França (19%), Espanha (34%), Reino Unido (8,2%) e Alemanha (16%).

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *