Santo Tirso, Sociedade

X Expocamélia de Santo Tirso

No próximo fim-de-semana (dias 9 e 10 de Março) decorre no Museu Municipal Abade Pedrosa, em Santo Tirso, a décima edição da EXPOCAMÉLIA de Santo Tirso. O concurso é, mais uma vez, promovido pela Câmara Municipal de Santo Tirso.

As camélias são flores exuberantes que, ao contrário da maior parte das flores, impõem a sua beleza numa época do ano em que as condições climatéricas se apresentam menos favoráveis.

Vão estar a concurso camélias de vários tipos: camélia japónica de flor vermelha, camélia japónica de flor branca, camélia japónica de flor rosada, camélia japónica de flor rajada, camélia reticulada e outras espécies ou híbridos do género camélia.

A camélia na História

O nome camellia foi criado pelo célebre naturalista, botânico e físico sueco, Karl von Linné, que quis dar um nome latino ao género a que pertence a thea chinensis ou thea japonica, cuja planta é originária da Ásia, sendo também chamada pelos japoneses de Tsubaki. A primeira descrição feita no Ocidente da camélia deve-se a Kampfer, médico alemão que em 1712, publicou uma obra sobre plantas observadas durante a sua visita à China e Japão, onde faz alusão à thé e a tsubaki.  O nome camélia surge pela primeira vez na obra «Sistema Naturae» editada por Linné em 1735. O nome latino da flor foi Linné buscá-lo ao padre jesuíta Joseph Kamel, reputado naturalista e botânico, homenageando deste modo o seu trabalho.

 

A entrada no Museu Municipal Abade Pedrosa – para observar de perto os vários géneros de camélias e os criativos arranjos florais – é livre.

PROGRAMA

 

sábado, dia 9

 

15h00 – Abertura

 

15h10 horas – «Camila Amorosa cortou um caracol… o caracol era amarelo da cor do sol… o sol queimou-o e em vermelho se tornou… de caracol amarelo a vermelho passou… já caracol não é… em flor se tornou!» Performance das alunas de ballet da escola Trevo do Sucesso

 

15h25 horas – Visita inaugural à exposição

 

15h45 horas – Cerimónia de entrega de prémios

 

18h00 horas – Encerramento

 

 

domingo, dia 10

 

14h00 horas – Reabertura

 

14h30 horas – «Praça das camélias» – Venda de camélias

 

18h00 horas – Encerramento

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *