Educação, Évora

“Projeto Nós Propomos” em Évora

foto_1Uma turma do 11º ano de escolaridade da Escola Secundária André  de Gouveia (ESAG) está a participar, com o apoio da Câmara Municipal de Évora, no “Projeto Nós Propomos”, da responsabilidade do Instituto de Geografia e Ordenamento do Território da Universidade de Lisboa, em parceria com a ESRI Portugal e com a Digital Earth.

 

Este projeto visa promover a cidadania e a inovação na educação geográfica nas escolas, trabalhando com alunos deste grau de ensino, mostrando-lhes simultaneamente a importância da participação pública nos processos de planeamento.

 

Acompanhados pelos seus professores (Maria Teresa Moreira, Anabela Moreira e Vicência Maio), os alunos envolvidos tomam um maior contacto com os instrumentos de planeamento à escala local e são convidados a entender o seu alcance e as suas consequências na vida da sua cidade ou do seu concelho.

 

Olhando ao seu redor, conhecendo o território e reconhecendo as suas dinâmicas, estes jovens são convidados a realizar propostas de planeamento para o concelho, procurando assim contribuir para uma participação pública ativa.

 

Perante o interesse da matéria, a Câmara Municipal de Évora abriu as suas portas aos alunos da turma H1 da ESAG, com os técnicos da Divisão de Planeamento e Ordenamento do Território, para além de realizarem duas sessões na escola sobre os objetivos do PDM de Évora, a acompanharem os grupos de trabalho na sua pesquisa, no trabalho de campo, através de cedência de informação e promovendo ainda visitas às instalações da autarquia onde se elaboram os planos locais de ordenamento do território.

 

Apostando no incentivo à participação pública e na formação de jovens adultos, a CME participa neste projeto que sai das escolas para o território e, conjuntamente com a comunidade escolar, contribui para uma melhor cidadania e uma forte inovação na educação geográfica. O reconhecimento da importância deste projeto chegou já com a aprovação de candidatura ao concurso Escolher Ciência – da Escola à Universidade, do Ciência Viva/Agência Nacional para a Cultura Cientifica e Tecnológica, o que se traduz num apoio por dois anos no desenvolvimento do projeto.

 

No dia 19 de Abril todas as escolas envolvidas irão fazer a apresentação dos respetivos trabalhos numa conferência em Lisboa.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *