Cultura, Torres Vedras

A Nova Bailarina vai estar no palco do Teatro-Cine de Torres Vedras

A nova bailarinaO espetáculo de dança A Nova Bailarina vai ser apresentado no próximo dia 24 de fevereiro, pelas 11h e as 16h, no Teatro-Cine de Torres Vedras.

Trata-se de um espetáculo sobre a democracia que remete para o papel de cada um na sociedade e para a consciência cívica, abordando, por meio da dança, de uma forma não convencional, e com muito humor, questões éticas e de valores base de construção pessoal e social.

O público é assim convidado a pensar, escolher e decidir, por meio de questões que vão sendo colocadas pela bailarina, que age, como se o mesmo nunca tivesse ouvido falar das referidas temáticas. Este terá assim que tomar posições de cidadania, unindo-se, chegando a ter que se opor à bailarina, que por vezes, não tem um comportamento nada democrático.

Na sequência do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pela coreógrafa Aldara Bizarro, esta é uma peça em que a palavra está muito presente, sempre com objetivo de reforçar a consciência da ligação entre o corpo e a mente, conectando o pensamento à dança, e potenciando uma nova forma de viver o lugar do corpo na sociedade.

O preço do bilhete para se assistir ao espetáculo A Nova Bailarina no Teatro-Cine de Torres Vedras é de 2 euros.

Este espetáculo substitui Nana Nana que estava previsto realizar-se na mesma ocasião.

 

 

 

Ficha Técnica

 

 

Conceção, Direção e Coreografia: Aldara Bizarro

Interpretação em português e inglês: Costanza Givone (interpretação original) e Yola Pinto

Interpretação em francês: Sophie Leso

Interpretação em espanhol e italiano: Costanza Givone

Música: Fernando Mota

Apoio na área da filosofia: Dina Mendonça

Apoio à criação e vídeo promocional: Catarina Santos

Acompanhamento Circulação: Susana Alves, João Vladimir ou Aldara Bizarro

Tradução de francês: Sophie Leso

Tradução de espanhol e ensaios de fonética: Maria Guerrero

Tradução de Italiano: Costanza Givone

Coprodução: Cinema Teatro Joaquim d’ Almeida, Montijo; TEMPO – Teatro Municipal de Portimão; Teatro Municipal de Faro; Cineteatro João Mota – Sesimbra; CCB/Fábrica das Artes; CDCE – Companhia de Dança Contemporânea de Évora; Centro Cultural do Cartaxo

Patrocínio: Tricot’s Brancal, Pollux, Yunit

Apoios: Câmara Municipal de Cascais, Centro em Movimento

Financiamentos: Jangada de Pedra é uma estrutura financiada por Governo de Portugal/Secretaria de Estado da Cultura/Direção Geral das Artes

Parcerias: Liga dos Combatentes, Casa Café Mindelo, REDE – Associação de Estruturas para a Dança Contemporânea

 

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *