Óbidos, Tecnologia, Terras de Bouro

Aplicação premiada Ultracarpo promete sucesso no setor agrícola – Óbidos

Aplicação premiada Ultracarpo promete sucesso no setor agrícolaA Impactwave, empresa do Parque Tecnológico de Óbidos, está já a desenvolver o protótipo de um novo produto com a designação «Ultracarpo», que consiste numa aplicação para smartphone, no qual será acoplado um dispositivo de ultrassons, que permitirá ao produtor hortofrutícola fazer o diagnóstico, de uma forma não destrutiva, do estado de maturação de um fruto. Para além desta valência, passa a ser possível calcular automaticamente o calibre do fruto e o registo de informação, permitindo ao produtor o acesso ao histórico e a consulta de dados estatísticos.

 

Numa ocasião em que o consumidor é cada vez mais exigente em relação à qualidade e sabor dos produtos hortofrutícolas, os produtores sentem-se pressionados, no sentido de aumentar o grau brix (níveis de açucares) dos seus produtos. Este processo é ainda mais acentuado na altura da colheita, na qual recorrem a técnicos especializados e a equipamento de elevado custo, com recurso a métodos destrutivos dos produtos. São estas condicionantes que serão ultrapassadas com a utilização do Ultracarpo.

 

Este projeto foi já reconhecido, tendo recebido dois prémios no Concurso de Empreendedorismo Arrisca C, atribuídos pela Sonae e pela IDD – Incubadora D. Dinis.

 

O potencial do Ultracarpo suscitou o interesse de várias entidades e de alguns produtores locais, com quem a Impactwave já estabeleceu parcerias, no sentido de terem disponíveis matérias-primas, instalações, equipamentos e acesso aos locais de produção, controle e armazenamento, para que a empresa possa realizar os testes necessários.

 

A Impactwave, instalada fisicamente na incubadora do Parque Tecnológico de Óbidos, é uma empresa que opera na área dos new media e fornece soluções à medida, multiplataforma para desktop, internet ou dispositivos móveis, nomeadamente aplicações interativas, websites, jogos ou outro tipo de soluções que impliquem integração com sensores e interfaces tangíveis.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *