Palmela, Sociedade

Projetos municipais selecionados como práticas amigas das pessoas idosas – Palmela

Os Projetos “Conversas Informais – Venha Falar de Saúde” e “Loja Móvel do Cidadão” foram selecionados como boas práticas que contribuem para tornar os territórios mais amigos das pessoas idosas, por um grupo de peritos nacionais e internacionais, no âmbito do projeto cIDADES, movimento internacional a que o município de Palmela está associado. Nesse sentido, foram recolhidas e validadas, a nível nacional, 123 práticas, das quais foram selecionadas 15, consideradas mais relevantes e onde figuram os projetos de Palmela.

O município apresentou um conjunto de nove projetos (os dois acima referidos mereceram a atenção dos peritos), disponíveis, para consulta, na brochura publicada pela Associação Vida, promotora do projeto cIDADES, no site http://cidades.projetotio.net. “Poceirão mais Perto” – vaivém; “Vaivém Social” – Pinhal Novo; “Oficina Social Domiciliária” – Quinta do Anjo; Implementação da apresentação da Revista da ARPI – Pinhal Novo; “Clique sem Idade” – ações de formação; “Viatura de Atendimento Móvel/Loja Móvel do Cidadão”, “Tudo à Mão” – atendimento municipal integrado; implementação da realização do espetáculo “Musicando” e “Conversas Informais: venha falar de saúde” são os projetos publicados na brochura.

O “Conversas Informais” resultou de uma proposta de ações de sensibilização à população, por parte do Agrupamento dos Centros de Saúde (ACES) de Setúbal e Palmela aos respetivos municípios, na sequência da realização, em 2007, do projeto “Rastreios de Saúde – A Saúde mais perto”, no concelho de Palmela.  A celebração de um protocolo de colaboração entre a autarquia e o ACES de Palmela, em 2010, formalizou esta parceria, que se traduz na realização de ações de sensibilização à população, desenvolvidas por cinco médicas e três enfermeiras, sobre prevenção de doenças/situações de emergência, temas/problemas de saúde, por vezes, acompanhadas de rastreios de saúde, de acordo com os temas trabalhados. As sessões são realizadas com periodicidade bi e trimestral, atingindo um total anual de 28 iniciativas, que abrangem um total estimado de 500 munícipes, com idades situadas, maioritariamente, entre os 50 e os 70 anos.

A Viatura de Atendimento Móvel, disponível desde janeiro de 2010, tem funções de “Loja Móvel do Cidadão”, com acesso a diversos serviços (Direcção-geral da Administração da Justiça; Institutoda Mobilidade e dos Transportes Terrestres; Portal do Cidadão; Instituto da Segurança Social;Instituto dos Registos e Notariado, ARS; ADSE e CGA). Este serviço permite, também, resolverassuntos da autarquia, nomeadamente, nas áreas do urbanismo, águas, publicidade e ocupaçãode espaços públicos; estabelecimentos comerciais; venda ambulante; licenças de ciclomotores eveículos agrícolas; senhas de refeições e transportes escolares; registo de cidadãos comunitários; licenciamentos e vistorias; apresentação de opiniões, sugestões ou reclamações; divulgação de oferta cultural, desportiva, turística e de lazer.

 

A Voz dos Peritos:

 

Loja Móvel do Cidadão

«O projeto é uma mistura interessante duma oferta de “e-government” e um atendimento desconcentrado que pretende resolver os problemas de todas as pessoas nas zonas rurais, não somente das pessoas idosas. (…) É um projeto muito importante e um exemplo para os municípios rurais que têm de dar resposta aos desafios causados pelas mudanças demográficas».

Marc Bovenschulte

 

Conversas Informais

«Tendo em conta que o grupo que usufruiu desta atividade foi grande e que a informação funciona como bola de neve, é de acreditar que os idosos que participaram nesta ação funcionam como elo de ligação aos outros que lá não estiveram. Alimentando conversas e favorecendo a interação mesmo fora do Projeto».

Maria do Céu Pinto Marques

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *