Economia, Lamego

PME Excelência distingue empresas de Lamego

PME_Excelencia_LAMEGO2013Três empresas do concelho de Lamego foram distinguidas com o Estatuto PME Excelência 2012 por apresentarem os melhores desempenhos económico-financeiros e de gestão no exercício de 2011, no conjunto das pequenas e médias empresas do nosso país. A operarem em diferentes setores de atividade, a MAPEC, os Fumeiros Porfírios e a Geodouro – Consultoria e Topografia foram selecionadas pela Agência para a Competitividade e Inovação (IAPMEI) por alcançarem rácios de solidez financeira e de rendibilidade acima da média nacional, para além de “manterem altos padrões competitivos num contexto particularmente exigente e conseguirem ultrapassar a crise com crescimento, consolidação de resultados e contributos ativos na criação de riqueza e de emprego da região onde se inserem”.

O Estatuto PME Excelência foi criado pelo IAPMEI com o objetivo de sinalizar, através de um instrumento de reputação, o mérito de pequenas e médias empresas com perfis de desempenho superiores. A cerimónia de entrega deste galardão aos responsáveis das melhores pequenas e médias empresas portuguesas decorreu no Parque de Exposições de Braga, a 9 de janeiro último, com a presença de Álvaro Santos Pereira, ministro da Economia e do Emprego. O Presidente da Câmara Municipal de Lamego, Francisco Lopes, já elogiou a dinâmica empresarial e a competitividade demonstradas pelos responsáveis das empresas lamecenses agora distinguidas: “Iniciativa, empreendedorismo, capacidade de trabalho e visão de futuro (as novas gerações já estão aí para assegurar o devir) são características destes verdadeiros selfmade men. Parabéns aos empresários e às suas equipas!”.

Associadas ao estatuto estão condições de maior facilidade no acesso ao crédito, melhores condições de financiamento e de aquisição de produtos ou serviços, facilitação na relação com a banca e a administração pública, e um certificado de qualidade na sua relação com o mercado.

De acordo com o IAPMEI, as PME Excelência 2012 geram, em conjunto, mais de 45 mil postos de trabalho direto e foram responsáveis por um volume de negócios de 6,4 mil milhões de euros em 2011, com um crescimento global dos resultados líquidos que ascendeu a 24% em relação ao último exercício. O seu contributo para as exportações nacionais foi de 1,6 mil milhões de euros em 2011, valor que representa um aumento de 21% relativamente ao valor exportado no ano anterior.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *