Reguengos de Monsaraz, Saúde, Sociedade

Médicos do Mundo vão efetuar levantamento de idosos isolados do concelho de Reguengos de Monsaraz

O Município de Reguengos de Monsaraz assinou um protocolo com a organização não governamental Médicos do Mundo para o desenvolvimento do projeto “Montes Isolados – concelho de Reguengos de Monsaraz”. Este projeto tem como objetivo a prestação de cuidados de saúde e intervenção social ao domicílio a idosos a partir dos 65 anos de idade que residem em locais mais afastados de centros urbanos, e que, por essa razão, não se conseguem deslocar facilmente a unidades fixas de saúde.

 

A prestação de cuidados de saúde e intervenção social ao domícilio será efetuada através da Unidade Móvel de Saúde da Médicos do Mundo. A equipa será composta por dois profissionais de saúde desta organização não governamental habilitados a proceder ao apoio social e de saúde e por um técnico da área social do Município de Reguengos de Monsaraz, acompanhados por militares do Posto Territorial de Reguengos de Monsaraz da Guarda Nacional Republicana.

 

Através deste programa vai efetuar-se um levantamento sistemático das condições sociais e de saúde dos idosos que vivem em montes isolados, realizando-se em simultâneo uma campanha de educação para a saúde personalizada através do aconselhamento individual, a casais ou em família, com base nas necessidades identificadas antes e durante o projeto, como por exemplo a aquisição de estilos de vida saudáveis, adesão a campanhas de vacinação, apoio psicossocial e ações de rastreio, prevenção e despiste de problemas de saúde. Desta forma contribui-se para que os idosos façam uma melhor gestão da sua saúde, informam-se sobre as valências sociais de que podem usufruir e cria-se um suporte de informação que pode ajudar a organizar o apoio a prestar pelas entidades locais.

 

Com o projeto “Montes Isolados – concelho de Reguengos de Monsaraz” vão ser criadas redes locais informais nas áreas da saúde, social e segurança direcionadas para as necessidades dos idosos que vivem isolados em meio rural e que assim passam a estar referenciados, aumentando a eficiência da resposta em caso de emergência, pois estando sinalizados podem ser alvo de visitas mais regulares. Vai existir também partilha de recursos, pois uma visita da GNR pode servir para recolher dados que a ação social ou o centro de saúde necessitem, evitando a deslocação do idoso ou do técnico.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *