Cultura, Óbidos

VII Festival de Teatro Amador de Óbidos

Nos próximos dias 23, 24 e 25 de novembro vai realizar-se, no Auditório Municipal da Casa da Música, o VII Festival de Teatro Amador de Óbidos, tendo como participantes os 10 grupos de teatro do concelho.

Uma iniciativa organizada pelo Centro de Recursos de Arte e Cultura para o Desenvolvimento Comunictário (CRAC.dc), do Município de Óbidos, que, desde 2005, tem dado todo o apoio possível aos grupos de teatro amador, no concelho, que, neste momento, envolvem já cerca de 90 pessoas, desde atores amadores a voluntários.

Sublinhe-se que o Centro Cultural, Social e Recreativo Arelhense, em parceria com o Município, dispõe de um professor profissional de teatro que percorre todo o concelho e que coordena os ensaios dos 10 grupos amadores.

Programa VII Festival de Teatro Amador de Óbidos

23 de Novembro – Sexta-feira

•15h00 – Participação Especial da Academia de Música de Óbidos

•16h00 – Grupo “Despertar”, da Associação “A Minha Casa”, Olho Marinho, apresenta “Você e a TV”

•17h30 – Grupo Sénior do Bairro Senhora da Luz apresenta “O Abominável Homem das Neves”

•21h00 – Participação Especial da União Filarmónica de A-da-Gorda

•21h30 – Grupo de Teatro “Dos 8 aos 80”, de A-da-Gorda, apresenta “Vidas Modernas”

24 de Novembro – Sábado

•15h00 – Participação Especial da Academia de Música de Óbidos

•15h30 – Grupo Sénior da Sancheira Grande apresenta “No Meu Tempo foi Assim…”

•17H00 – Grupo “Reflexos”, de A-dos-Negros, apresenta “Jubileu e Romieta”, de Tiago Couto Ansani

•18h00 – Grupo “Animais de Palco”, da Amoreira, apresenta “O Urso”, de Tchekhov

•21h00 – Participação Especial da Banda da Sociedade Musical Recreativa Obidense

•21h30 – Grupo “Gaiatos da Vila”, das Gaeiras, apresenta “Auto da Compadecida”, de Ariano Suassuna

25 de Novembro – Domingo

•15h30 – Grupo “A Raiz”, da Usseira, apresenta “P’ró Riso Temos o que é Preciso”, da Revista do Cadaval, Marina Mota e Grupo A Raiz

•18h00 – Grupo Sénior do Arelho apresenta “Fados Arelhenses”

•19h30 – Grupo “Fracos Mas Teimosos”, do Arelho, apresenta “Trágico à Força”, de Tchekhov

Recorde-se que o Teatro Amador, no concelho de Óbidos, aumentou, consideravelmente, a sua atividade, nos últimos anos. De quatro grupos, Óbidos passou a ter 10, o que faz com que haja um maior envolvimento da comunidade local nesta dinâmica cultural.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *