Cultura, Tomar

Em Tomar, Natal sem Cantar não é Natal

É de tradição que em Tomar, no Natal, se come bacalhau e se fritam velhoses, gastronomicamente falando. E entre muitas outras e deliciosas tradições natalícias, vincadamente tomarense é também a do ciclo Cantar Natal que há muitos anos faz parte da agenda cultural desta época do ano.

E por muito que esta quadra seja marcada por essa palavra tão pouco natalícia que é a crise, a verdade é que em Tomar, mais uma vez, não se vai poupar na música. Com a agravante de que todos os concertos têm entrada gratuita, o que não deixa de ser relevante.

Esta iniciativa da associação Canto Firme, com o apoio da Câmara Municipal de Tomar, começa já no próximo dia 1 de dezembro, sábado, com um concerto pela Orquestra de Sopros dos Cursos Profissionais de Instrumentista de Sopros e Percussão, às 16h30, no Cine-Teatro Paraíso.

No dia seguinte, domingo, pelas 16h00, será a vez de a Sinagoga acolher a
Orquestra de Guitarras dos Cursos Profissionais de Instrumentista de Cordas e Teclas.

Dia 8 de dezembro, sábado, pelas 21h30, no Auditório Fernando Lopes-Graça (sede da Canto Firme) actua The BellsBrass Ensemble (com direcção de Simão Francisco), interpretando obras de Mussorgsky, Copland, Gershwin e Zequinha d’Abreu.

No sábado seguinte, 15, pelas 21 horas, na igreja de Santa Maria dos Olivais, actua o FirmusQuartet, com os professores Bruno Cruz (trompa), Luís Casalinho (clarinete), Tiago Rosa (fagote) e Simão Francisco (flauta transversal), com obras de Rossini e Mortier, entre outros.

A 22 de dezembro, nas vésperas de Natal, o Coro Canto-Firme (com direcção de António de Sousa), apresenta pelas 18 horas, na Biblioteca Municipal, o
concerto/conferência: “Francisco Serrano na obra coral de Lopes-Graça”, com recolhas de Francisco Serrano e harmonizações de Nuno Leal e Fernando Lopes-Graça.

Na quinta-feira 27 de dezembro, pelas 22h00, no Café Paraíso, será a vez de a Oficina de Teatro Canto-Firme (com direcção de Paulo Serafim), apresentar o “Concerto de Natal no Paraíso no século XIX”.

Finalmente, e como é também tradicional, este ciclo musical prolonga-se até dia 5 de Janeiro, em que haverá Concerto de Reis pelo Coro Misto e Orquestra de Cordas da Canto-Firme, às 16 horas, na igreja S. João Baptista.


Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *